IGREJA APOSTÓLICA VIDA ABUNDANTE

IGREJA APOSTÓLICA VIDA ABUNDANTE
2017 Ano da Paternidade

terça-feira, 12 de maio de 2015

Ministério Público abre inquérito para investigar e responsabilizar ateus que queimaram Bíblia

Ministério Público abre inquérito para investigar e responsabilizar ateus que queimaram Bíblia
O caso da queima de uma Bíblia na Universidade Federal do Acre (UFAC) não deverá passar impune. O Ministério Público (MP) abriu um inquérito civil para apurar as circunstâncias do gesto feito durante um encontro de ateus.
O promotor Marco Aurélio Ribeiro, da Promotoria Especializada de Defesa dos Direitos Humanos, assinou a portaria publicada no Diário Oficial do Estado do Acre da última segund-feira, 11 de maio.
No documento, o MP enfatiza que a investigação deve ser feita para que se obtenha “esclarecimento do fato objeto da investigação e identificação precisa dos autores, bem como para o exercício das atribuições inerentes às funções institucionais do Ministério Público, deverão ser colhidas todas as provas permitidas pelo ordenamento jurídico, tais como depoimentos, certidões, relatórios e documentos”.
A polêmica veio à tona depois da divulgação de um vídeo em que o estudante Roberto Oliveira queima um exemplar da Bíblia Sagrada no palco do encontro de ateus, no campus da UFAC. Um dos organizadores do evento, o militante petista Felipe Zanon, chegou a afirmar que queimaria outra Bíblia se houvesse retaliações ou sanções aos eventos culturais da UFAC.
De acordo com informações do G1, o promotor Ribeiro destacou que “a religião constitui um dos elementos fundamentais em sua concepção de vida e que, portanto, a liberdade de religião deve ser integralmente respeitada e garantida”.
O episódio, segundo o promotor, deve ser apurado para que as conclusões da investigação permitam “adotar todas as medidas necessárias para a rápida eliminação de intolerância em todas as suas formas e manifestações, com o intuito de prevenir e combater a discriminação por motivos de religião”.
A abertura do inquérito pelo MP responde a um clamor social de indignação com a manifestação dos jovens estudantes ateus. Dentre os que se manifestaram sobre o caso, está o pastor e deputado federal Marco Feliciano (PSC-SP), que havia solicitado ao Ministério Público que investigasse o caso.

“Se o Senhor me chamar agora, estou pronto”, disse pastor, antes de morrer em meio ao sermão

“Se o Senhor me chamar agora, estou pronto”, disse pastor, antes de morrer em meio ao sermão
Um pastor evangélico faleceu durante a pregação de um sermão sobre a perseverança nos momentos de dificuldade, quando sofreu um mal súbito e faleceu.
O caso foi registrado na última semana, na Greater Saint Mary Baptist Church, na cidade de Nova Orleans, Louisiana (EUA). Kenneth Green, 56 anos, falava sobre estar pronto para o momento que Deus o chamasse, e foi isso que aconteceu, deixando todos atônitos.
“Ele havia mencionado que, se o Senhor o chamasse agora, ele estava pronto pra ir”, disse a fiel Joan Martin, em entrevista à emissora WDSU-TV.
O sermão, intitulado “Abatido, mas não destruído: avance”, tinha um tom encorajador e tinha sido escrito pelo pastor para levar aos fiéis uma mensagem de renovação das forças.
De acordo com os fiéis, Green disse estar, pronto, e instantes depois, caiu já morto: “Ele enxugou o rosto, tomou um gole de água e, em seguida, olhou para cima, e seus olhos reviraram, como se não houvesse vida em seus olhos e apenas tombou”, acrescentou Martin.
Em luto, a fiel resumiu o sentimento dos frequentadores, dizendo que “todos estavam em choque”, muito em parte por causa dos esforços inúteis de tentativa de socorro ao pastor.
“Demorou tanto tempo [o socorro] Eu acho que nós sabíamos que ele tinha ido embora”, afirmou Joan Martin, ressaltando que se lembrará do pastor Kenneth Green como alguém bondoso e compassivo, além de um carinho líder espiritual.
De acordo com informações do The Blaze, Kenneth Green foi descrito como uma pessoa saudável, e deixa uma esposa e três filhos. Agora, a família aguarda o resultado da autópsia para saber o que levou o pastor ao óbito.

ENCONTRO COM DEUS DIAS 19, 20 E 21 DE JUNHO


REENCONTRO COM DEUS


MINI-VIGÍLIA DA TARDE DA BENÇÃO