IGREJA APOSTÓLICA VIDA ABUNDANTE

IGREJA APOSTÓLICA VIDA ABUNDANTE
2017 Ano da Paternidade

sexta-feira, 25 de julho de 2014

Por que os Petistas odeiam Israel?

Por que os Petistas odeiam Israel? Raquel, escrevendo de Jerusalém.
Não é de hoje que nós brasileiros assistimos nossa liderança investir recursos nacionais em Cuba, Venezuela, Irã e aparentemente qualquer nação que tenha ligação com a ideologias da esquerda. Tudo bem ajudar aqui e lá. Mas dado as circunstâncias mundiais, isto não deixa de ser no mínimo interessante.
Como serva de Deus, admiro programas sociais que beneficiem a parte da sociedade menos privilegiada. É extremamente digno que uma família receba ajuda do governo e recursos dos nossos impostos, se não pode alimentar seus filhos. Admiro o governo por isso e por outras tentativas de sanar os buracos mais profundos do nosso “País do Futuro”. O problema, no entanto, é que essas políticas não estão resolvendo os problemas básicos de saúde, educação, segurança, entre outros.
Não devemos, no entanto, ignorar os avanços do nosso país em termos de crescimento econômico, disponibilidade de crédito e oportunidades de emprego. Sei que muitos analistas vão discordar, mas o Brasil tem segurado a barra em meio a crise mundial. Se isso é só “make up”, veremos mais a frente. Por outro lado, possui um dos custos de vida mais elevados do planeta. Somos campeões em arrecadação de impostos!
Outro de nossos velhos problemas continua sendo a corrupção, fenômeno presente em quase toda a nossa história desde a fundação do país. E o pior, políticos corruptos condenados estão concorrendo a cargos públicos nas próximas eleições. E provavelmente vão ganhar!
Os crentes e o PT!
A maioria dos crentes são de raciocínio simples. É mais fácil rotular e creditar nosso destino ao “Homem de Deus” do que pensar e verificar fatos. Assim foi com o PT. Por suas ligações com doutrinas marxistas e aparente luta contra o “Sistema”, o PT tornou-se o partido messiânico para uns e o demônio para outros. Marina Silva, por exemplo, paga o preço de sangue por ter sua história de luta política ligada ao PT. E como ela, muitos ficaram marcados. Eu, contudo, acredito na boa vontade de alguns petistas e na integridade dos mesmos. Não são muitos, mas em todo sistema corrompido existem os fiéis que buscam manter-se no caminho reto. Sempre foi assim.
Mas algo que tem me incomodado muito nestes últimos dias, especialmente estando aqui em Israel. A ligação das ideologias de esquerda com o tema do anti-semitismo.
Não importa se você acredita ou não acredita que Israel seja o povo escolhido de Deus para manifestar a salvação. Não importa se você acredita ou não no tempo dos gentios. É verdade que somos chamados “O Israel de Deus”, mas nada disso pode justificar um sentimento crescente e contínuo de ódio e rejeição aos judeus e ao seu direito de existência e posse da terra.
Nas redes sociais a divulgação de imagens falsas ou de imagens dos massacres da guerra da Síria, como sendo atos praticados por Israel é assustador. Tem crente compartilhando sites de jihadistas e terroristas ignorando o perigo que a falsa propaganda pode alimentar neste momento. Nada do que dizem é verdade.
O povo de Israel tem o direito de permanecer na chamada terra Palestina porque aqui já viviam muito antes de 1948. As tribos árabes, irmãs de Isaque, também receberam porção nesta região. De acordo com as escrituras, viveriam eternamente fronteiriços uns aos outros.
Não mate Ismael por causa de Isaque e nem Isaque por causa de Ismael. Estes são dois irmãos brigando, filhos do mesmo pai. Afinal, não faríamos isso com nossos filhos. 
A questão Árabe Israelense não se resolverá a partir da contagem de números de mortos e nem vendo quem é o mais forte. Esta sim é uma questão profética que só acabará no reconhecimento do Messias revelado. Não tome partido, a não ser o da verdade. É tempo de proclamação antes que mais alguns milhões morram sem o Senhor.
A esquerda e o ódio a Israel
Israel como única democracia do Oriente Médio tem parceiros poderosos no mercado mundial. Por esta e outras razões, incomoda muitos governos. Já os aliados da Palestina são famosos em táticas de guerrilha e revoluções ditatoriais. É evidente que existam interesses políticos e econômicos que vão além desta simples redação. Mas um bom petista (nem todos são assim) rotulará Israel como terrorista e Palestina como vítima. Entretanto, por mais que não concorde com todas as políticas do Estado da estrela de Davi, preciso dizer: isto não é verdade.
Quanto ao PT e ao Brasil!
Não acredito que o Brasil está caminhando para tornar-se uma ditadura marxista, comunista ou seja lá o que. O mundo caminha para outros rumos. É só olhar para fora e ver para onde caminha a humanidade. A globalização é o rolo compressor que chocou civilizações e não deixa espaços para novos ditadores. A tendência é que o mundo continue caminhando para se tornar um só mercado, um lugar comum.
Tendo dito isto, reafirmo: A família brasileira “não está em perigo”, ou melhor, não vai ser um governo “cristão” que vai salvar a família. Nem pastores estão conseguindo fazer isso. Por outro lado, ninguém pode destruir a família firmada na Rocha (a não ser você mesmo).
No Brasil, não temos visto nem de perto o que é perseguição em Nome do Messias. Mas como predito na Palavra, a perseguição chegará para muitos. O que vemos hoje no Brasil é que muitos se aproveitam das supostas “perseguições” para fins políticos e interesses próprios.
Que Deus tenha misericórdia de nossa nação e de cada um de nós. Que o Senhor nos ajude a praticar a justiça e não nos tornarmos apenas mais um dos papagaios acéfalos.

Por Raquel Elana

Nenhum comentário:

Postar um comentário