IGREJA APOSTÓLICA VIDA ABUNDANTE

IGREJA APOSTÓLICA VIDA ABUNDANTE
2017 Ano da Paternidade

quarta-feira, 28 de agosto de 2013

AGOSTO DE DEUS A FESTA 2013 FOI MARAVILHOSO!

Algumas fotos da Agosto de Deus a Festa 2013


ALBERT LUKS, APÓSTOLO ALEXANDRE DALTRO E O ADRIANO GOSPEL FUNK


PR MAURO SILVA, FOI SHOW DE GLÓRIAS

WMC E O Pr ANTÔNIO CARLOS DA IBNJ CHATUBA

AP. ALEXANDRE DALTRO E O ADRIANO GOSPEL FUNK


LINDAS E UNGIDAS NAS BARRAQUINHAS

LINDAS E UNGIDAS NAS BARRAQUINHAS






GRUPO DO JEITO QUE DEUS GOSTA FEZ UM SHOWZAÇO

A GALERA RESPONDEU E CELEBROU NA AGOSTO DE DEUS A FESTA 2013


Em reunião de oração com líderes nacionais presidente da Guatemala declara “Jesus Cristo como Senhor” do país

Em reunião de oração com líderes nacionais presidente da Guatemala declara “Jesus Cristo como Senhor” do país
Com o objetivo de promover a unidade dos cidadãos da Guatemala, o presidente do país, Otto Perez Molina, se reuniu com líderes de diversos setores da sociedade para o primeiro café da manhã nacional de oração. Durante a reunião, Molina fez uma declaração, afirmando que Jesus Cristo é o senhor da Guatemala.
Além do presidente, participaram da reunião representantes dos setores políticos, econômicos, religiosos, indígenas e do também do Congresso dos EUA. De acordo com o Acontecer Cristiano, o café da manhã teve como objetivo orar pela paz no país.
- Eu me sinto muito abençoado, estar na presidência é uma bênção que Deus me deu. Hoje declaramos Jesus Cristo como Senhor da Guatemala e afirmamos, em seu nome, de cada uma de nossas gerações possam viver em um país próspero – declarou o presidente, que em seu discurso destacou em seu discurso citou a passagem bíblica de Filipenses 4:13, que diz “Posso todas as coisas naquele que me fortalece.”
Perez Molina disse ainda que sua preocupação, e desafio, como líder da nação é sempre servir aos guatemaltecos, para reduzir no país problemas como a violência e a desnutrição. Ele disse também que espera que a reunião se torne uma tradição, para que os guatemaltecos possam se unir através da oração.

Missionário relata cura milagrosa de menina cega em culto na Etiópia, após superar medo de retaliação de muçulmanos

Missionário relata cura milagrosa de menina cega em culto na Etiópia, após superar medo de retaliação de muçulmanos
O missionário Chris Franz publicou um artigo em que relata a experiência de um milagre de cura da cegueira durante um culto realizado na cidade de Moyale, na Etiópia.
A região é conhecida por 90% de sua população ser muçulmana, e os outros 10%, adeptos a outras religiões, incluindo o cristianismo.
Franz diz em seu artigo no Charisma News que o milagre de cura da menina Diramu Eka aconteceu como uma espécie de recompensa por ele ter vencido o medo de pregar num ambiente hostil.
“Enquanto nos dirigíamos para Moyale, houve uma sensação desagradável no estômago. Com o evangelismo iniciado, o inimigo realmente tentou encher meu coração com medo e intimidação. Um dos pastores locais me contou que ele tem estado em Moyale há mais de 20 anos, mas nunca se atreveu a colocar um cartaz para uma reunião cristã, pois temia as repercussões que isto poderia trazer”, relata o missionário.
A hostilidade foi retratada para ele através do relato de um dos organizadores locais sobre um desentendimento com um muçulmano, enquanto eles convidavam pessoas para o culto.
“Ele me contou como um homem muçulmano muito hostil queria começar uma briga com ele, porque ele havia oferecido um folheto de convite a ele. O homem era tão hostil que os organizadores temeram por sua segurança e mudaram sua abordagem, passando apenas a jogar o resto dos panfletos para fora do carro em movimento, a fim de permanecer seguro. As pessoas vieram correndo de todos os cantos e pegaram os panfletos do chão. Foi assim que eu soube que o grupo terrorista Al-Shabab é muito ativo em Moyale”, escreveu Franz, referindo-se à organização radical islâmica que tem base na Somália e é suspeita de ter ligações com a Al-Qaeda.
“Depois de um dos maiores ataques de pânico da minha vida, o poder de Deus veio sobre mim. Eu estava na frente da multidão, pregando cheio do fogo de Deus. De repente, eu pensei comigo mesmo: ‘Eu não tenho sequer um pingo de medo no meu coração! A ousadia de Deus veio sobre mim, e o Espírito de Deus começou a se mover’. De repente, ouvi gritos atrás de mim. Virei-me para ver o que tinha acontecido, mas só ouvi os gritos e uma comoção. Yonas, nosso organizador, veio rapidamente para mim e disse: ‘Uma garota cega pode ver!’”, relata o missionário.
Segundo Franz, a adolescente havia ficado cega na infância, e todos os presentes no culto a conheciam naquele estaado: “Seus belos olhos castanhos, cheios de lágrimas… As pupilas se moveram para trás e para frente, tentando ajustar o foco da visão em cada detalhe. Diramu Eka tinha ficado completamente cega quando tinha três anos de idade e havia ficado nas trevas por dez anos. Na noite antes desta reunião, ela sonhou que um milagre aconteceria durante o culto. Ela teria renovado suas esperanças de novo por nada? Ela decidiu acreditar contra todas as probabilidades e pediu seu vizinho para ajudar a levá-la ao culto, e lá estava ela com sua bengala para cegos na mão, confiando em Deus para o impossível. Quando oramos pelos doentes, o poder de Deus veio sobre ela. Seus olhos se abriram, e a celebração começou”, testemunha Franz.
“Quando tomamos a autoridade de Deus contra o medo e dúvida em nossas vidas, milagres acontecem”, conclui o missionário.

Polícia prende líder de quadrilha especializada em assaltar igrejas evangélicas

Polícia prende líder de quadrilha especializada em assaltar igrejas evangélicas
Na última semana a Polícia Civil de São João do Meriti (RJ), prendeu Anderson Leonardo Santos Aguiar, de 32 anos, acusado de liderar uma quadrilha especializada em assaltar igrejas evangélicas no estado do Rio de Janeiro. O assaltante foi preso em uma ação organizada por policiais da 64ªDP da Polícia Civil, depois de ser identificados por imagens gravadas por câmeras de seguranças em um dos templos assaltados.
De acordo com informações do Extra/Globolag.com, o bando liderado por Aguiar seria responsável por ataques a cinco templos da Igreja Universal do Reino de Deus (IURD). Em uma das ações da quadrilha, o assaltante foi flagrado por de câmeras de segurança enquanto lutava contra um policial militar, frequentador da igreja, que tentou reagir ao assalto, na IURD do centro de Meriti.
Na ação gravada pelas câmeras de segurança, Anderson Aguiar foi flagrado em confronto físico com o policial, depois de pedir para ser levado ao local onde estava sendo guardado os dízimos e ofertas recolhidas dos fiéis da igreja. Depois chutar o rosto do fiel e tomar sua arma, ele disparou duas vezes, mas a pistola falhou.
O delegado Delmir Gouvea, da 64ªDP, explicou que, em decorrência desses fatos, o assaltante teve sua prisão decretada pelo juiz Richard Robert Fairciough, da 1ª Vara Criminal de Meriti. Ele foi preso depois que três policiais o localizaram em um carro. Quando interceptado, ele não reagiu à prisão.
- Neste assalto, em Meriti, ele agiu com mais dois homens, que estamos tentando identificar. O Anderson exigiu que fosse levado até onde estaria guardado o dinheiro dos dízimos. No meio do caminho, o PM reagiu e só não foi morto porque a arma falhou – explicou o delegado.
Segundo a polícia, o bando teria também realizado ataques contra templos da Universal em Nilópolis e Araruama, na Região dos Lagos, também no estado do Rio de Janeiro (RJ), e de tentar assaltar, por duas vezes, a IURD da Pavuna, em uma das tentativas um membro da igreja reagiu e houve troca de tiros, mas ninguém foi ferido.
A polícia investiga agora se há alguém de dentro das igrejas fornecendo informações para o acusado e seus comparsas.
Igreja Mundial também é vítima de tentativa de assalto
No último fim de semana, um templo da Igreja Mundial do Poder de Deus em Manaus também foi vítima de ação de criminosos que tentaram assaltar o local para roubar os dízimos e ofertas recolhidos pelos fiéis.
Testemunhas relataram que Lucas do Carmo Marques e Edinaldo Araújo Silva Júnior, ambos com 18 anos, utilizaram uma pistola de calibre 22 para render e amarrar um fiel que estava vigiando a entrada do templo, logo após o término de um culto.
Os assaltantes renderam o pastor da igreja, e recolheram uma mesa de som, uma máquina de scanner, um aparelho de DVD, um microfone e um terminal de microfone. A polícia foi acionada e prendeu a dupla em flagrante, ainda dentro da igreja. Os jovens foram levados ao 9º Distrito Integrado de Polícia (DIP) e autuados por tentativa de roubo.

DIA 21 DE SETEMBRO MARCHA PRA JESUS EM MESQUITA/RJ


quarta-feira, 21 de agosto de 2013

Ativistas muçulmanos incendiaram dois prédios da Sociedade Bíblica do Egito, além de igrejas e escolas cristãs

Ativistas muçulmanos incendiaram dois prédios da Sociedade Bíblica do Egito, além de igrejas e escolas cristãs
O clima de guerra civil no Egito após a destituição do primeiro presidente eleito do país, Mohamed Morsi e a tomada de poder das Forças Armadas vem ganhando contornos de perseguição religiosa.
Dois prédios da Sociedade Bíblica do Egito, nas cidades de Assiut e Minya, foram completamente queimados por ativistas islâmicos. Os locais abrigavam livrarias da Sociedade Bíblica, que está presente no país há mais de um século.
Ramez Atallah, secretário-geral da entidade no país, afirmou em nota que nenhum funcionário ficou ferido pois as livrarias não abriram no dia por medo de ataques dos radicais: “Os assaltantes derrubaram as portas de metal que protegem as livrarias, quebraram as vitrines e atearam fogo. Fizeram o mesmo em muitas outras lojas na rua, assim como destruíram muitos carros que estavam nos estacionados”, disse.
No documento divulgado pela Sociedade Bíblica do Egito, os integrantes da entidade pedem oração pelo país, e fala abertamente sobre a Irmandade Muçulmana, principal entidade religiosa por trás das manifestações que pedem a restituição de Morsi à presidência. O texto pede que os fiéis islâmicos mudem sua postura em relação aos cristãos.
“A Sociedade Bíblia do Egito esta em operação durante 129 anos no país e esta é a primeira vez que fomos vitimas deste tipo de ataques. Damos graças a Deus por sua proteção, e louvamos porque nenhuns de nossos funcionários ficaram feridos e estão determinados, assim que as coisas acalmarem, rapidamente restauraram as duas livrarias para continuar proporcionado a Palavra de Deus nessas duas cidades estratégicas”, disse Atallah.
Perseguição
O presidente deposto Mohamed Morsi foi eleito democraticamente após a chamada Primavera Árabe, e aprovou uma nova Constituição no Egito, que restringia as liberdades civis de minorias religiosas, como os cristãos.
Após sua deposição, apoiada por grande parte da população, as lideranças muçulmanas iniciaram uma onda de manifestações pelo país, incluindo a capital, Cairo.
Os protestos não se restringem aos militares, e muitas igrejas cristãs tem sido queimadas. Nos últimos dias, aproximadamente 40 foram saqueadas e destruídas por incêndios.
Escolas cristãs também tem se tornado alvo, de acordo com o Huffington Post. Em um dos casos, após incendiarem uma escola franciscana, três muçulmanos tomaram as freiras como “prisioneiras de guerra”, e as forçaram a acompanhá-los nas ruas, como se fossem troféus de uma guerra, até que uma mulher muçulmana interviu e as deu abrigo.
Outras duas mulheres que trabalhavam na escola foram abusadas sexualmente pelos ativistas no meio da multidão, nas ruas de Cairo.
A maioria dos cristãos no país são coptas, que tem sido atacados também em seus empreendimentos pessoais. A imprensa internacional revelou que casas e empresas de cristãos também tem sido atacadas, como forma de intimidação.

Pastores assumidamente gays reconhecem a homossexualidade como pecado e que casamento é entre homem e mulher; Entenda

Pastores assumidamente gays reconhecem a homossexualidade como pecado e que casamento é entre homem e mulher; Entenda
As discussões sobre o casamento gay em todo o mundo levaram três pastores a assumirem sua orientação homossexual e ao mesmo tempo, defenderem o princípio de que o casamento representa a união entre um homem e uma mulher.
A polêmica se estabeleceu quando os pastores Sean Allberry, Sean Doherty, Ed Shaw organizaram uma publicação reconhecendo suas atrações por pessoas do mesmo sexo, e afirmando que isso não diminui sua plena confiança no Deus da Bíblia e na visão de que o casamento é a união de um homem e uma mulher.
O artigo A Different Kind of Coming Out (que pode ser traduzido como “Uma maneira diferente de sair do armário”) foi escrito pelos três, e explica que, apesar de sentirem atrações homossexuais, entendem que a postura da Bíblia – que define a prática como pecaminosa – continua sendo verdadeira.
Dois deles, Allberry e Shaw, optaram por uma vida de celibato, e Doherty vive o que definiu como “pós-homossexualidade”, pois se casou e se tornou pai de três crianças. Na entrevista à revista Cristianity (que também publicou o artigo), Allberry disse que eles três abriram mão da privacidade para marcar posição e ajudar outras pessoas a viverem conforme sua fé, sem transgredir a verdade bíblica.
Os três acreditam que a definição das Escrituras sobre a homossexualidade e o casamento heterossexual seja “inegociável”, e que por isso, querem ajudar outros cristãos na mesma situação deles.
“Eu continuo ouvindo comentários sobre como os evangélicos são ‘anti-gay’, mas eu ouço amigos evangélicos que estão começando a se desviar do Evangelho nesta questão. Nós três podemos falar a partir de uma perspectiva pessoal sobre o que significa viver com este problema. Da minha própria experiência, eu diria que Deus é bom e por isso é a Sua palavra nem sempre é fácil, mas é boa”, disse Allberry.
Segundo Allberry, depois de ouvir um pregador dizer que “todos nós somos pecadores na área sexual”, ele passou a compreender que, como seres caídos, não seria sensato planejar toda uma vida a partir de sua orientação sexual.
O pastor ainda diz que é necessário abrir as portas para que os homossexuais sejam recebidos nas igrejas e possam ter suas vidas transformadas. “Eu não digo que para se tornar um cristão tem que sair primeiro da relação homossexual em que você está. Mas eu não vou esconder nada nas letras miúdas: o verdadeiro ensino de Cristo sobre a ética sexual. Eu não posso dizer que esta é uma questão secundária, pois a Bíblia fala com uma voz muito clara. parte da chamada de Jesus de que cada um de nós deve tomar a nossa cruz e segui-Lo”, disse.
Allberry reconhece suas fraquezas nessa área e diz que nem tudo se resume ao sexo: “Nós também demonstramos nosso amor para as pessoas que não têm sexo . Eu sou um homem com a sexualidade masculina celebrada, não reprimida, pelo meu celibato”.
O pastor afirma ainda que “um amigo homem pode se tornar uma espécie de atração”, e que separar as coisas é a parte mais complicada: “Eu tive que aprender da maneira mais difícil onde traçar a linha quando amizades tornaram-se um pouco intensas demais”.
Em sua franqueza, o pastor diz que o fato de saber que nunca será casado é complicado de aceitar: “Há uma parte de mim que gostaria de ser um marido e um pai. Eu vejo algumas famílias muito de perto, e eu posso ver o lado bom da vida em família. Mas em outros momentos você também percebe que nem tudo é um passeio no parque”, disse, usando uma metáfora para explicar que há dificuldades tanto no celibato quanto no casamento.

Homem decide perseguir pastor para matá-lo e termina se convertendo ao Evangelho

Homem decide perseguir pastor para matá-lo e termina se convertendo ao Evangelho
Um plano de assassinato que se tornou numa conversão ao cristianismo é o testemunho de um indiano chamado Jayesh.
O homem não aceitava a forma como o pastor Nabhith, da organização Gospel for Asia evangelizava as pessoas de sua aldeia, e o procurou para sugerir que abandonasse o local antes que ele o denunciasse às autoridades por forçar os moradores a se converter ao cristianismo.
O pastor Nabhith, no entanto, explicou pacientemente que não deixaria a aldeia porque simplesmente não estava fazendo nada daquilo que Jayesh o acusava. Desde então, incomodado com a resistência do pastor, Jayesh planejou matá-lo.
Uma parte de seu plano era colher provas de que o pastor Nabhith havia transgredido a lei local, e por isso, ele passou a segui-lo por todos os lugares. Onde o pastor ia, Jayesh ia atrás, apenas esperando um deslize para matá-lo, e posteriormente justificar o crime dizendo que Nabhith havia transgredido a lei.
Porém, de acordo com informações do Charisma News, o que Jayesh viu foram verdadeiras demonstrações de amor ao próximo por parte do pastor Nabhith, que visitava enfermos e necessitados, e falava do Evangelho para estes. Vendo isso, Jayesh se convenceu de que o pastor não tinha planos de dominação ou de conversão de fiéis forçada.
Certo dia, após seguir o pastor pela aldeia, Jayesh sentou-se à porta do templo onde Nabhith conduz os cultos, e ouviu as orações pelos necessitados e os testemunhos dos fiéis, que demonstravam alegria ao contarem uns aos outros sobre a mudança de vida que haviam experimentado.
Jayesh caiu em lágrimas e seus gritos de desespero foram ouvidos pelo pastor e fiéis, que saíram à porta do templo para acalmá-lo e convidá-lo a participar do culto junto com os demais. Nervoso, Jayesh hesitou mas reconheceu que precisava do perdão de Deus, e confessou seu plano para matar o pastor.
Os fiéis e o pastor oraram juntos com Jayesh, que se converteu ao Evangelho e afirmou que suas dúvidas sobre o pastor Nabhith eram parte do passado: “Agora eu sei que não há nenhuma culpa nele. Ele adora a Deus de verdade”, disse Jayesh.

Pastor perde a esposa e três filhos em trágico acidente e lidera a igreja normalmente no dia seguinte: “estão descansando”

Pastor perde a esposa e três filhos em trágico acidente e lidera a igreja normalmente no dia seguinte: “estão descansando”
Um pastor nigeriano perdeu a família num acidente automobilístico na noite do último sábado, 17 de agosto. A esposa de Abraham Samuel, Hellen, e os três filhos, Saviour, Ensigne e Purity, foram encontrados entre as oito vítimas do acidente.
De acordo com o Christian Post, a família do pastor e os demais fiéis da Potter’s Church – igreja dirigida por Abraham Samuel – viajavam em direção à cidade de Mina, quando ocorreu o acidente, por volta das 20h00.
Em depoimento, testemunhas afirmaram que o ônibus em que viajavam incediou-se após a colisão, tornando a operação de resgate ainda mais complexa. No total, viajavam 18 pessoas no ônibus.
Veículos de informação locais da Nigéria destacaram a demonstração de fé do pastor, que dirigiu o culto de domingo normalmente, após anunciar a perda dos quatro entes queridos. Os fiéis da Potter’s Church foram surpreendidos com a notícia, e emocionados, prestaram condolências ao pastor.
“Minha esposa e as crianças estão descansando”, limitou-se a dizer Abraham Samuel.

segunda-feira, 12 de agosto de 2013

NOVAS TURMAS DOS CURSOS CASADOS PARA SEMPRE E PAIS PARA TODA VIDA INÍCIO DIA 05 DE SETEMBRO

FAÇA JÁ SUA INSCRIÇÃO PELO EMAIL: sevida122hotmail.com
GARANTA JÁ A SUA VAGA!

CAMPANHA DE ORAÇÃO "DEUS REAGIU EM MEU FAVOR" TODAS AS QUARTAS A PARTIR DAS 19:30HS

VENHA CLAMAR PELO FAVOR DE DEUS, ELE SEMPRE REAGI A UM CLAMOR DE UM FILHO! ESPERAMOS POR VOCÊS!


Pastor Marco Feliciano afirma que foi hostilizado por ativistas gays em avião em pleno voo: “Querem respeito, mas não respeitam”; Assista

Pastor Marco Feliciano afirma que foi hostilizado por ativistas gays em avião em pleno voo: “Querem respeito, mas não respeitam”; Assista
O pastor Marco Feliciano (PSC-SP) publicou um relato em seu Twitter de um assédio sofrido por ele durante um voo entre Brasília e São Paulo, na manhã desta sexta-feira, 09 de agosto.
Segundo o deputado federal, ao identificarem sua presença na aeronave, alguns ativistas gays passaram a hostilizá-lo com xingamentos e com a música “Robocop Gay”, dos Mamonas Assassinas. Feliciano afirmou ainda que os passageiros interviram na situação e o defenderam, mas com o tamanho do tumulto, o comandante da aeronave ameaçou retornar à capital federal.
“Agradeço aos passageiros do voo AD5019 BSB x GRU bem como a equipe da Azul Linhas Aéreas e o apoio da Polícia Federal do aeroporto de Guarulhos. Ao decolarmos em Brasília cerca de 10 gays me constrangeram, dois vieram à minha poltrona gritando, cantando musica bizarra. Os passageiros me defenderam, o piloto ameaçou retornar pra Brasília. Sofri xingamentos o voo todo. Haviam crianças no voo, famílias. Como não reagi tocaram no meu rosto. Estes cidadãos colocaram em risco a segurança dos passageiros. Querem respeito, mas não respeitam. E assim fazem com qualquer pessoa que discorde de suas práticas. Que Deus nos guarde. Não sou contra gays, sou defensor da família natural!”, escreveu o pastor.
twitter marco feliciano
Uma internauta que afirmou estar no mesmo voo que o pastor, disse que a maioria dos passageiros era homossexual: “Praticamente 70% dos passageiros do arco-íris… Não foi dessa vez, Feliciano kkkk”, escreveu a usuária Danyzinhaa_25. Um assessor de Feliciano identificado como Bauer confirmou que o piloto considerou retornar a Brasília: “Pastor Marco Feliciano foi hostilizado por gays dentro do avião. Comandante ameaçou retornar. Como cristão, perdoou os anormais”, escreveu.
twitter bauer
Outro assessor do deputado, o cantor Roberto Marinho, relatou o episódio de forma mais detalhada em seu Twitter. Segundo Marinho, a Polícia Federal iria deter os ativistas gays, porém Marco Feliciano resolveu não dar queixa.
“Impressionante a falta de vergonha de alguns gays hoje no voo 5019 da Azul. Hostilizaram a Marco Feliciano e a mim com palavrões. Sentamos e ficamos quietos, aí depois da decolagem, 2 deles vieram a nossa poltrona e cantaram a música Robocop Gay dançando, rebolando. Um deles com a câmera na mão filmava, enquanto o outro esfregava o bumbum no meu braço, e também o órgãogenital, rebolando e cantando. Tentaram várias vezes tocar no rosto, nos cabelos e no queixo de Marco Feliciano, eu tentei impedir, mas foi em vão. Ouve tumulto. Até que alguns passageiros pediram a retirada deles e que voltassem pros seus lugares. O comandante ameaçou voltar à Brasília se repetisse. Durante todo tempo eu e Marco Feliciano ficamos parados sem reagir a nada. Eu tremia, suava, fiquei indignado com tamanha barbaridade. Chegando em Guarulhos, eles tornaram a desrespeitar e se preparavam para de novo nos afrontar, mas a Policia Federal estava aguardando. O agente federal nos pediu para identificar os arruaceiros e os levar detido, mas Marco Feliciano não quis prestar queixa e liberou eles. Entramos numa van separada pela Azul, viemos para uma sala reservada aqui no aeroporto de Guarulhos. Detalhe: isso não foi a primeira vez. Muitos questionam nossa atitude de não reagir, mas bem sabemos que nossa luta não é contra carne ou sangue… Em 2014 vamos vencer nas urnas”, escreveu Marinho.
twitter roberto marinho
Assista ao vídeo do assédio:


Feliciano X Ativistas Gays
O pastor Marco Feliciano tornou-se alvo dos ativistas gays ao ter suas declarações a respeito da homossexualidade repercutidas. A exposição do deputado se tornou maior depois que ele foi eleito para a presidência da Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM).
Como presidente da CDHM, Feliciano levou à votação o projeto conhecido como “cura gay”, de autoria do deputado federal João Campos (PSDB-GO), que visava a derrubada da proibição do Conselho Federal de Psicologia aos profissionais da área de atenderem homossexuais que buscassem ajuda para reorientação sexual.

Desembargadora do Tribunal de Justiça é processada por incitação ao ódio contra evangélicos

Desembargadora do Tribunal de Justiça é processada por incitação ao ódio contra evangélicos
Após denúncia feita pela Frente Parlamentar Evangélica, o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) mandou instaurar um Processo Administrativocontra a desembargadora do TJ Elisabeth Carvalho Nascimento, sob a acusação de discriminação, preconceito e incitação ao ódio contra o povo evangélico.
De acordo com o jornal Extra Alagoas, os crimes teriam sido cometidos durante o julgamento do processo que tinha como objetivo cassar o mandato do deputado João Henrique Caldas por abuso de poder religioso com apoio da Igreja Internacional da Graça de Deus.
A Reclamação Disciplinar feita pela bancada evangélica no Congresso Nacional afirma que, ao proferir seu voto pela cassação do deputado, a desembargadora teria tratado a fé evangélica com deboche e escárnio, chamando os líderes evangélicos de fraudadores, corruptos e caloteiros.
- Igreja Evangélica, quando não recebe em óculos, em anel, em nisso e aquilo… recebe em “cash”, recebe em espécie. Tão acostumados a enganar as pessoas, que por carência disso e daquilo, acorrem para os templos, dão tudo que tem a eles… e eles com aquela conversa enganam a eles… Por isso é uma coisa tão absurda que merecia um apuramento policial, por isso merece cadeia. RR Soares, por isso aqui, por tentar fraudar a administração pública, merece cadeia – teria afirmado a magistrada.
Segundo a denúncia, desembargadora afirmou que o deputado João Henrique Caldas pagou para participar dos cultos da Igreja Internacional da Graça, e insinuou que “as celebrações do povo evangélico só acontecem sob negociatas, transações, acordos ou contratos envolvendo a compra e venda de bênçãos”. A representação contra a desembargadora foi assinada por 71 deputados federas de todas as denominações evangélicas do país, e da Igreja Católica.
Por Dan Martins, para o Gospel+

Governador do RJ, Sérgio Cabral busca apoio do pastor Silas Malafaia para se aproximar de eleitorado evangélico e reaver popularidade

Governador do RJ, Sérgio Cabral busca apoio do pastor Silas Malafaia para se aproximar de eleitorado evangélico e reaver popularidade
Em meio a uma crise política deflagrada durante os protestos sociais que ocorreram recentemente, o governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral (PMDB), estaria buscando apoio de lideranças evangélicas a fim de reverter a baixa aprovação popular a seu mandato.
De acordo com o jornalista Lauro Jardim, Cabral teria se encontrado com o deputado estadual Samuel Malafaia (PSD), irmão do pastor Silas Malafaia, para pedir uma reunião com o líder da Assembleia de Deus Vitória em Cristo (ADVEC).
Na campanha eleitoral de 2006, quando Cabral foi eleito para seu primeiro mandato como governador fluminense, o pastor Silas Malafaia o apoiou, mas desde essa época os dois se distanciaram.
A popularidade do governador está em baixa devido a denúncias de uso particular dos helicópteros do governo, além de viagens ao exterior que teriam sido custeadas com dinheiro público. No meio evangélico, Cabral é visto com ressalvas, por manter proximidade com ativistas gays.
Em sua coluna Radar Online, no site da revista Veja, Jardim destaca que Cabral “nunca ligou muito para o eleitorado evangélico”, e até agora, mantinha postura oposta ao do prefeito carioca Eduardo Paes (PMDB), “que faz questão de manter boas relações com líderes como Malafaia e ValdemiroSantiago”, escreveu.

Ônibus cai de viaduto em cima de igreja evangélica momentos antes do horário do culto

Ônibus cai de viaduto em cima de igreja evangélica momentos antes do horário do culto
Na noite dessa quarta feira (07), um ônibus caiu de um viaduto em cima de uma igreja evangélica em Itaguaí (RJ), momentos antes do início de um culto no local. Segundo o portal Terra, o ônibus da viação Cidade Itaguaí trafegava em alta velocidade quando passou por uma lombada, perdeu o controle e caiu do alto do viaduto conhecido como Tobogã, na Avenida Prefeito Isoldackson Cruz Brito, destruindo o muro e parte do teto do templo.
O pastor da igreja, Vivaldo Januário de Souza, conta que o acidente, que deixou seis mortos e 34 feridos, podia ter sido ainda pior, pois aconteceu pouco antes do horário que os fiéis costumam chegar ao templo para o culto que acontece às 19h.
- Podia ter sido muito pior. As pessoas costumam chegar para o culto um pouco depois do horário do acidente. Já imaginou o que podia acontecer? – afirmou o pastor, explicando ainda que a igreja costuma receber cerca de 20 pessoas para os cultos que acontecem várias vezes na semana.
- Fiquei apavorado. Não sabia se ajudava as pessoas ou chamava os bombeiros. Foi uma cena terrível – completou o pastor, que estava dentro da igreja no momento do acidente.
De acordo com testemunhas, é comum os motoristas aumentarem a velocidade para subir o viaduto, que tem uma rampa íngreme. Operadores de trânsito da prefeitura afirmam que há uma marca de freios de pelo menos 20 metros no asfalto, o que indica que o motorista, que morreu no acidente, estava em alta velocidade.
Vivaldo conta que o acidente causou pânico entre os fiéis, e até mesmo planeja uma possível mudança do templo evangélico, que está no local desde 2010.
- Temos que pensar direitinho no que fazer. Preciso de uma ajuda da empresa do ônibus ou da prefeitura para reconstruir a igreja. Meu prejuízo deve ter sido de uns R$ 5 mil. Não sei se os fiéis vão se sentir seguros agora. Minha mulher não quer mais vir – afirmou o pastor.
O fiel Luiz Pedrosa França Filho, 67 anos, que mora ao lado da igreja conta que o acidente ocorreu minutos antes de ele sair de casa.
- Nunca tinha visto nada parecido, foi a primeira vez que ocorreu um acidente tão grave – relatou.

terça-feira, 6 de agosto de 2013

Modelo deixa carreira de sucesso na Victoria’s Secret para investir em marca de roupas “Inspirada por Deus”

Modelo deixa carreira de sucesso na Victoria’s Secret para investir em marca de roupas “Inspirada por Deus”
ex-modelo da Victoria’s Secret, Kylie Bisutti, lançou uma linha de roupas que busca, segundo ela, levar a Palavra de Deus de volta para as escolas públicas mostrando versículos bíblicos em jeans, camisetas, tops e acessórios. Essa linha de roupas será lançado pela marca recém criada God Inspired Fashion (Moda Inspirada por Deus, em tradução livre).
- A ideia da ‘God Inspired Fashion’ é espalhar a palavra de Deus em todos os lugares e tornar mais fácil para os cristãos compartilhar sua fé e o amor de Deus. E isso é realmente o que o mundo precisa agora – disse Bisutti, no anúncio do lançamento da marca.
Bisutti, junto à Angie Geada, CEO da empresa, afirma que a marca bem para abalar um mercado de moda saturado, com a intenção de ajudar a reverter o declínio moral vigente nas escolas e na sociedade. Elas afirmam ainda acreditar que existe uma correlação entre a remoção da palavra de Deus na rede pública de ensino com a deterioração da unidade família americana.
- As escolas públicas podem definir um código de vestimenta para seus alunos, mas os códigos de vestimenta (exceto quando uniformes são obrigatórios) não podem restringir estudantes de expressar a sua fé através em suas roupas – disse Frost, no comunicado.
- Como cristãos, somos chamados a compartilhar a verdade com todos. Se aproximar de pessoas na rua pode ser difícil para alguns, mas quando você usa a palavra de Deus e as pessoas se aproximam de você por causa isso, partilhar sobre seu relacionamento com Deus se torna mais fácil – completou.
De acordo com a empresa, a finalidade do uso de versículos bíblicos nas roupas não é apenas o de espalhar o evangelho, mas que também poderia ser a primeira introdução à palavra de Deus para algumas crianças. De acordo com o The Christian Post, eles afirmam ainda que esse pode ser um meio par resolver o problema da violência escolar.
- Bullying é também um grande problema para muitos dos estudantes em nosso país e, se alguma coisa pode mudar o coração de um valentão, é a palavra de Deus – afirmou Stevi Baker, responsável pelo departamento de roupas infantis da God Inspired Fashion.
Kylie Bisutti diz ainda que espera que a God Inspired Fashion ajude a alavancar o avivamento entre os crentes, que vão usar a linha de roupas.

José Junior, do AfroReggae, volta a acusar o pastor Marcos Pereira por represálias contra a ONG: “A maior mente criminosa do Rio”

José Junior, do AfroReggae, volta a acusar o pastor Marcos Pereira por represálias contra a ONG: “A maior mente criminosa do Rio”
A unidade da ONG AfroReggae no Complexo do Alemão, no Rio de Janeiro, que havia sido incendiada no último dia 16 de julho, foi alvo de um novo atentado, no dia 30, desta vez de tiros de fuzil.
O prédio havia sido preparado para ser reaberto, e traficantes teria ordenado que o local fosse alvejado, como forma de intimidação.
Em entrevista ao jornal O Globo, José Junior, coordenador da ONG, afirmou que há a preocupação com a vida das pessoas, e que as ameaças feitas ao AfroReggae são sérias.
“Existe o risco de pessoas inocentes serem mortas. E essa é a nossa maior preocupação no momento: preservar vidas. Eles deram oito tiros de fuzil na fachada da pousada [do AfroReggae no Alemão], na noite de terça-feira, na véspera da reabertura, e na quinta atiraram contra a unidade da Vila Cruzeiro. Acredito que essa retaliação vai continuar. Eu tenho recebido informações de autoridades e de moradores da comunidade falando sobre a pretensão de atentarem contra a minha vida”, afimou.
Segundo Junior, que é desafeto do pastor Marcos Pereira, a investida contra a ONG continuará nos próximos dias: “A situação está muito difícil, mas acreditamos que esses atentados são parte de um processo de intimidação, já que, pela primeira vez, uma instituição não aceita acatar ordens do narcotráfico”, disse.
José Junior afirmou que “só Deus” tem protegido a ONG, e que a crise foi iniciada depois das denúncias contra o líder da Assembleia de Deus dos Últimos Dias (ADUD): “Apesar de atuar negociando com facções rivais, isso nunca tinha acontecido conosco. Mas, desde que denunciamos o pastor Marcos Pereira, as coisas estão difíceis. O que está acontecendo só demonstra que o que nós falamos sobre ele há um ano e meio é a verdade. Ele é uma das maiores mentes criminosas do Rio de Janeiro”, acusou.
Fernandinho Beira-Mar
O traficante Luiz Fernando da Costa, conhecido como Fernandinho Beira-Mar, estaria envolvido com os ataques ao AfroReggae e teria pedido a Marcio dos Santos Nepomuceno, o Marcinho VP, que enviasse um “Salve” para José Junior. Na linguagem do tráfico, esse seria um aviso com caráter de ultimato.
Ambos os traficantes estão presos em Catanduvas, interior do Paraná, num presídio de segurança máxima do governo federal. Beira-Mar, inclusive, há oito meses foi colocado num regime especial, em que é monitorado 24 horas por dia, e suas conversas com familiares e advogados são gravadas.
O diálogo entre os traficantes teria acontecido com uma permissão especial do diretor da unidade prisional, e com a gravação da conversa – que foi autorizada pela Justiça – foi descoberto que as facções criminosas do Rio de Janeiro estariam planejando silenciar José Junior.
O advogado de Beira-Mar, Wellington Correa, disse ao jornal Extra que tudo não passou de um mal-entendido: “Foi uma interpretação mal feita do diretor [do presídio] da conversa entre os dois. O Luiz Fernando não tem nada a ver com o Alemão, nem com o pastor Marcos [Pereira, líder da ADUD]. Ele é ateu”, afirmou, omitindo o fato de que Fernandinho Beira-Mar estuda teologia no presídio, com o curso sendo pago pela Igreja Batista do Bacacheri, de Curitiba.

Escola proíbe mãe de alunos de orar contra a violência na instituição porque suas orações não eram “inclusivas”

Escola proíbe mãe de alunos de orar contra a violência na instituição porque suas orações não eram “inclusivas”
Recentemente uma escola publica de New Hampshire, nos Estados Unidos, proibiu uma mãe de alunos de realizar orações públicas contra a violência na escola. As orações, que eram proferidas nas escadarias da instituição de ensino, foram proibidas sob alegação de que a temática cristã das preces não incluía todos os alunos.
Depois de uma reclamação enviada pela organização ‘Freedom From Religion Foundation’ [FFRF], a Concord High School, escola secundária localizada na capital de New Hampshire, decidiu pedir que Lizarda Urena, mãe de dois alunos da escola, parasse de orar pela paz em frente à escola, o que ela fazia todas as manhãs.
De acordo com o The Christian Post, Urena começou a orar na escadaria da escola em fevereiro, após dois projéteis de armas de fogo terem sido encontrados nos banheiros da instituição. Ela ficava nos degraus em frente à entrada da escola todas as manhãs por cerca de 15 minutos onde, vestida de branco e usando um crucifixo pendurado no pescoço, ela citava versículos da Bíblia e orava pela segurança das crianças.
Após a proibição, Urena disse ao site de notícias norte-americano Concord Monitor que suas orações diárias não eram uma tentativa de doutrinar religiosamente os alunos, mas sim uma forma de levar a eles uma sensação de paz e amor.
- O que eu estou fazendo aqui é pela paz e por amor, porque a Bíblia diz ‘ame a seu próximo como a si mesmo’, e estar aqui simboliza paz e amor e carinho – explicou.
O distrito escolar recebeu uma carta da Freedom From Religion Foundation no início de julho, depois que um dos pais de aluno se queixou na organização, afirmando que Urena estava orando em voz alta e estendendo suas mãos em direção os alunos quando eles entravam no prédio. A carta argumenta que ela estava interrompendo o processo de aprendizagem dos estudantes.
Na carta, a FFRF exortou a escola a fazer com que a mãe interrompesse suas orações matinais, argumentando que “tal ambiente não é propício para educar jovens mentes, e pode até ser hostil para aqueles que discordam com a mensagem emitida por terceiros”.
- Ao permitir que a Sra. Urena ore em voz alta diariamente na entrada da escola, o Distrito Escolar de Concord coloca um “selo de aprovação” na mensagem religiosa contida em suas orações – acrescentou a carta.
O advogado Matthew Sharp, da Alliance Defending Freedom, um grupo legal que protege a expressão religiosa, afirma que a proibição das orações feitas pela escola se enquadra como discriminação.
- Os alunos e membros da comunidade que estão autorizados a entrar no campus tem permissão legal para expressar pontos de vista religiosos – afirmou Sharp a um jornal local, ressaltando que tal liberdade é garantida pela Primeira Emenda da constituição dos Estados Unidos.
Embora a escola tenha concordado com o pedido feito pela FFRF, ainda não foi anunciado se alguma ação judicial contra a decisão será tomada. Porém, Urena afirma que, embora tenha ficado desapontada por ter que parar de orar na escola, ela se sente grata pela oportunidade de orar lá nos últimos meses, e que vai continuar suas orações de paz para os alunos no posto de gasolina em frente à escola ou em sua casa.