IGREJA APOSTÓLICA VIDA ABUNDANTE

IGREJA APOSTÓLICA VIDA ABUNDANTE
2017 Ano da Paternidade

terça-feira, 31 de julho de 2012

Conheça o testemunho de alguns atletas cristãos que estão competindo nas Olimpíadas de Londres

Conheça o testemunho de alguns atletas cristãos que estão competindo nas Olimpíadas de Londres
No fim da última semana começaram as competições nas Olimpíadas de Londres. Entre os atletas que estão disputando as diversas modalidades do evento esportivo, alguns atletas norte-americanos, declaradamente cristãos, dão seu testemunho e apostam em sua fé para fazer bonito nas provas, e se declaram preparados fisicamente e espiritualmente. Conheça alguns desses atletas:
Ryan Hall – Corrida
Recordista americano em maratona e meia-maratona, o atleta afirma basear seus treinamentos em ensinamentos da Bíblia. Hall se afastou de seu ex-treinador, por alegadamente não acreditar em seu potencial, e em 2011 chegou a preencher um formulário oficial em uma competição colocando Deus como seu treinador. Um oficial de doping disse que ele tinha que listar uma pessoa real no formulário, e Hall prontamente respondeu: “Ele é uma pessoa real”.
Kevin Durant – Basquete
O humilde atleta de 23 anos sempre afirma precisar ainda se esforçar para alcançar os colegas de equipe, mesmo sendo reconhecido por suas incríveis habilidades em quadra. De acordo com o The Christian Post, Durant afirma ainda que ele está numa missão de se tornar um cristão melhor.
- Eu só quero crescer espiritualmente com o Senhor. Eu estou me mantendo forte nisso, tentando fazer minha caminhada na fé um pouco melhor – disse ele durante uma coletiva de imprensa na última temporada.
Charlie Houchin – Natação
Competidor das provas de nado livre 4×200, o nadador dá credito a Jesus Cristo por sua qualificação nos Jogos Olímpicos.
- Eu gosto de pensar que eu carrego uma confiança na água por causa de minha relação com Cristo. No atletismo, onde as emoções podem ir lá em cima, embaixo e qualquer lugar entre isso e a performance é tudo, eu acho que a relação com Cristo mantém tudo equilibrado – afirma o atleta.
Sanya Richards – Corrida
Candidata a uma medalha de ouro e considerada uma das mulheres mais rápidas do mundo, a atleta de 27 anos é também uma mulher de Deus, e diz que sua fé cristã a manteve humilde.
- Minha fé me manteve com os pés no chão. As pessoas sempre me perguntam como que posso ser tão boa, e eu tento nunca sobrecarregar as pessoas com minha fé, eu sempre penso comigo mesmo, como Deus é tão bom – disse ela no relatório de Cristianismo do About.com.
Jonathan Horton – Ginástica
Aos 26 anos e medalhista de prata nos jogos olímpicos de 2008 na barra alta, o atleta diz se orgulhar de sua fé.
- Eu oro todas as noites… que Ele me leve à plataforma que Ele me deu e me use, fale por mim e não somente por minhas palavras, mas por minhas ações como uma atleta – disse ele ao Belief.net.
- Eu apenas oro por oportunidades e eu sei que Ele irá falar comigo e me mostrar tais oportunidades onde eu irei ser capaz de mostrar minha fé – completa Horton.

Eleições 2012: Gays distribuem cartilha onde “votar bem” é evitar os candidatos evangélicos ou que falem de “valores morais ou de família”

Eleições 2012: Gays distribuem cartilha onde “votar bem” é evitar os candidatos evangélicos ou que falem de “valores morais ou de família”
Um grupo ativista gay elaborou e publicou umacartilha eleitoral que apresenta uma série de direcionamentos, visando instruir os homossexuais a votarem apenas em candidatos que apoiem as causas defendidas pela chamada “agenda gay”.
Em seu texto de apresentação, a cartilha afirma ter sido criada “motivada pelo desejo de cumprimento do bem estar do indivíduo e da pessoa LGBT”. Batizado “Cartilha LGBT para as Eleições 2012/2014″, o material é assinado por membros da LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Transexuais e Transgêneros) Brasil e com colaboração de usuários do Orkut e Facebook.
- Uma das ações mais diretas e eficazes nesse sentido está em nossa representação nas entranhas políticas para promover adição de leis que atendam nossas demandas – completa o texto, que afirma que tal cartilha é baseada nos princípios de igualdade da Declaração Universal dos Direitos Humanos e na Constituição Federal.
Afirmando que os eleitores gays devem colocar como prioridade em seu voto o fato de “ser um LGBT”, à frente de seus outros aspectos sociais como, inclusive, orientação política, o texto descreve como identificar os candidatos que apoiem a causa gay, e também lista os políticos a serem combatidos pelos homossexuais, dando grande destaque aos cristãos, e aos que falem de “valores morais”.
- Os grupos que se opõem aos nossos direitos, principalmente os fundamentalistas evangélicos e católicos, estão cada vez mais organizados e articulados, ganhando cada vez mais espaço e prestígio nos fóruns políticos – destaca a cartilha.
Entres as características que cita a serem observadas em um candidato, a cartilha exalta o fato de o candidato ser homossexual ou “francamente simpatizante”.
- Devemos preferir candidatos LGBT ou claramente pró-LGBT ainda que isso signifique deixar de votar no nosso amigo, parente ou partido, se estes não se comprometerem sinceramente com a nossa causa – conclui o texto de apresentação da cartilha, que em seguida fala brevemente sobre o funcionamento do sistema eleitoral no Brasil.
A maior parte da cartilha é dedicada a listar partidos que devem ser evitados pelos gays nas eleições, os principais motivos declarados pela cartilha para se evitar esses partidos é a presença de membros dos mesmos na Frente Parlamentar Evangélica (FPE) e a representatividade dos políticos evangélicos na legenda.
O primeiro partido dessa lista é o PR (Partido da República), apontado com um “partido a ser evitado e até combatido pelos LGBT”. Os motivos listados para essa repulsa é o fato de o partido ter sido o primeiro a acolher candidatos da Igreja Universal, por ter entre seus representantes os evangélicos senador Magno Malta (ES) e deputado Anthony Garotinho (RJ) e também por ter vários representantes na FPE.
Outro partido apontado pela cartilha para ser “evitado e até combatido” é o PRB (Partido Republicano Brasileiro), por também ter representantes na FPE. O partido, do qual faz parte o ministro Marcelo Crivella, é criticado na cartilha por ser, de acordo com os ativistas gays, “um importante braço da Igreja Universal no Congresso”.
A cartilha faz também um ataque direto ao PSC (Partido Social Cristão). Com nove membros na FPE, e tendo o Deputado Marco Feliciano como um de seus principais representantes, o partido é atacado pela publicação, que afirma que “LGBT que vota nesse partido deve ter examinada sua sanidade mental”.
Outros partidos que carregam em suas legendas o rótulo de cristãos, são também atacados pelos ativistas gays, como o PTC (Partido Trabalhista Cristão) e o PSDC (Partido da Social Democracia Cristã), que tem como bandeira o mote “compromisso com a família”.
- Quando um político enche a boca pra falar de “família” e de “valores cristãos”, pode saber que é só um jeito bonito de dizer que se trata de um partido machista, ultraconservador e homofóbico – ataca a cartilha ao se referir ao PSDC.
Por defender a moral cristã, o PHS (Partido Humanista da Solidariedade) também entrou na lista de 12 partidos a serem combatidos da cartilha, que afirma: – George W. Bush defendia a “moral cristã” e fez duas guerras, uma delas contra a determinação da ONU.
O ataque a partidos que tenham algum envolvimento com grupos evangélicos segue com declarações contrárias ao PSD (Partido Social Democrático). A cartilha afirma que o Gospel+ relatou a aproximação do partido com parlamentares evangélicos e usa esse fato como motivação para afirmar que “o voto nesse partido é de alto risco a se voltar contra os LGBT”.
Não são apenas os partidos com forte representação evangélica os listados entre os “adversários” da causa gay. Ao criticar o PRP (Partido Republicano Progressista) os ativistas colocam como motivo o fato de a legenda falar em “valores da família” em um de seus vídeos institucionais.
Além dos partidos atacados diretamente como “adversários” da causa gay, principalmente por ter representatividade entre os evangélicos, a cartilha faz uma análise também sobre partidos nos quais afirmam ser possível “fazer um recorte”, de políticos favoráveis à causa LGBT. São partidos que não tem representantes na FPE, entre eles PV, DEM e PSB. Nessa lista são destacados partidos como PCdoB (Partido Comunista do Brasil) e PPS (Partido Popular Socialista), antigo Partido Comunista Brasileiro, que a cartilha afirma não ter entrado na lista dos “pró-LGBT” apenas por não ter “um número maciço de candidatos” abertamente dedicados à causa gay.
A cartilha trata também sobre a relação dos homossexuais com os partidos considerados como os de maior representação nacional: PMDB, PSDB, e PT. O PMDB, que tem oito dos seus 75 deputados federais pertencentes à FPE, é apontado como “perigosíssimo” à causa gay. De acordo com a cartilha o perigo do partido aos homossexuais é o fato de abrigar “os oligarcas conservadores remanescentes que geram atraso para o Brasil”, se referindo aos políticos que restaram da época em que o partido fazia oposição à ditadura militar.
A cartilha afirma que os eleitores gays devem ter cuidado ao votar no PSDB, afirmando que apesar de ter um bem estruturado setorial LGBT, o Diversidade Tucana, o partido deve ser visto com cautela pelos homossexuais por ter quatro deputados na FPE, entre eles o deputado João Campos, que é presidente da frente, e também pela relação do partido com o pastor Silas Malafaia.
O PT é visto pela cartilha como o partido mais engajado na causa gay, mas é tratado com desconfiança por possuir dois parlamentares na FPE e pelo fato de seu senador Walter Pinheiro, da Bahia, ter participado de manifestações contra a PLC122/06, fato relatado pela cartilha como “imperdoável”. O texto dá ainda um destaque positivo ao partido pelo apoio que senadora Marta Suplicy presta à agenda LGBT.
A lista de partidos é encerrada no documento com quatro legendas consideradas pelos ativistas gays como “pró-LGBT”, são eles: PSTU (Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado), PCB (Partido Comunista Brasileiro), PCO (Partido da Causa Operária) e PSOL (Partido Socialismo e Liberdade). O principal motivo apontado pela cartilha para apoiar tais partidos é o fato de seus candidatos à Presidência da República em 2010, mesmo sem uma considerável representatividade nacional, terem todos se declarado a favor do casamento entre pessoas do mesmo sexo. Por serem partidos de extrema esquerda, a cartilha aconselha os gays de direita a considerarem o voto em candidatos de tais legendas, apesar de seu posicionamento político, de forma a defender a causa LGBT e também para proteger o estado de supostos ataques a sua laicidade.
O PSOL foi ainda destacado por ser o partido do deputado e ativista gay Jean Wyllys, que é presidente da Frente Parlamentar pela Livre Expressão Sexual, e por ter promovido um beijo gay em sua propaganda política. De acordo com a publicação, “o PSOL firmou-se como um dos principais aliados do povo LGBT”.
Um dos criadores da cartilha foi o médico Álvaro de Lima Oliveira, 38, que afirma que uma das motivações para a criação do documento foi que “todos conhecem a bancada evangélica, mas ninguém sabe quem faz parte da bancada de livre expressão sexual”.
Comentado como adversário da causa gay na publicação, Magno Malta informou, através da sua assessoria de imprensa, que irá pedir a retirada do seu nome da cartilha. Outros políticos citados no texto, como Anthony Garotinho e Maluf preferiram não se pronunciar sobre o assunto.

Silvio Santos provoca Edir Macedo, Valdemiro Santiago e a Rede Record durante seu programa

Silvio Santos provoca Edir Macedo, Valdemiro Santiago e a Rede Record durante seu programa
No último domingo (29) o apresentador, e proprietário do SBT, Silvio Santos, causou polêmica por piadas feitas em seu programa envolvendo o bispo Edir Macedo, da Igreja Universal do Reino de Deus, e o apóstolo Valdemiro Santiago, da Igreja Mundial do Poder de Deus.
Durante o Jogo das 3 Pistas, Silvio Santos se divertiu ao fazer piadas envolvendo, além dos líderes religiosos, as emissoras concorrentes, Globo e Record.
- Olha aí, o cara que faz isso trabalha no SBT e faz propaganda pra Globo. Nesse povo de televisão a gente não pode confiar. Eles vão pra quem paga mais – ironizou Silvio Santos, em um quadro de adivinhações de seu programa, sobre uma pergunta que tinha como resposta o nome de uma novela da emissora rival.
O apresentador fez piadas também com a Rede Record, emissora liderada pelo bispo Edir Macedo, ao citar a concorrente em uma charada envolvendo as Olimpíadas de Londres, evento que Record tem exclusividade para transmissão na TV aberta.
- De novo… Quando não é de uma é de outra, essa produção… Ô, Fabiano (diretor da atração), manda embora! Mas dá um motivo pra demissão, porque se não ele vai na Justiça e pede indenização. Ah, já sei, fala que ele assediou uma bailarina e dá um cachê pra uma delas confirmar a história – brincou o apresentador.
Silvio Santos causou mais polêmica ainda ao fazer piadas envolvendo diretamente a rivalidade entre o bispo Edir Macedo e o apóstolo Valdemiro Santiago.
- O bispo Macedo estava reclamando que o nome da escola de ‘Carrossel’ era Mundial e que devia ser Universal. Eu falei pra ele: ‘Se você me pagar mais que o Valdemiro, eu troco o nome. Eu digo que a escola faliu e que a partir de agora será outra, a Escola Universal. E ainda te dou 10% para o dízimo – disse o apresentador, segundo o site do Jornal do Brasil.

“Evangélicos estão mudando a identidade política do Brasil”, revela especialista

“Evangélicos estão mudando a identidade política do Brasil”, revela especialista
O crescimento do número de pessoas que se declaram evangélicas no Brasil começa a ser tratado pelos especialistas como um fenômeno de impacto em todas as esferas da sociedade.
O professor e jornalista Eugênio Bucci afirmou que a mudança ocorre não apenas na esfera religiosa, mas também na política: “O que vai se transformando, diante de nossos olhos, não é meramente a identidade religiosa do Brasil, mas sua identidade política”, opinou.
A previsão de líderes evangélicos de que em breve, o país se tornará de maioria evangélica e que talvez se torne o país com maior número de evangélicos no mundo, poderá influenciar profundamente a política nacional como um todo: “Se a previsão se confirmar, o Brasil político será outro”, disse.
O Censo 2010 realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mostrou crescimento dos evangélicos em aproximadamente 16 milhões de pessoas  entre os anos 2000 e 2010.
A força política dessa massa pode ser medida através de eventos como a Marcha para Jesus, que ano após ano reúne milhões de fiéis em diversas cidades do país.
Segundo o jornalista Eugênio Bucci, os líderes evangélicos possuem forte influência sobre as decisões dos fiéis, e o interesse destes pela política tem se tornado cada vez mais explícito: “O peso desses líderes religiosos na vida partidária é notório e crescente”, observou, de acordo com informações do The Christian Post.
Redação Gospel+

terça-feira, 24 de julho de 2012

Congresso de Mulheres Apostólicas - Veja as fotos!

Pra Lúcia Daltro na Abertura do Congresso

Danielle Moura Muita unção na Noite de Abertura

Vidas se Rendendo ao Pai durante o congresso

Na Manhã de Sábado Pra Maria Nilce da Com. Evang. de Areia Branca

Apóstola Fabiana do Min. Internacional IDE

Pra Lúcia e Apóstola Fabiana Juntas no Congresso

Apóstolo Lúcia Helena na Tarde do sábado

Apóstola Lúcia Helena e a Pra Lúcia
Apóstola Márcia Bezerra Nossa Cobertura Apostólica

Pr Alexandre Daltro Homenageando a Pra Lúcia Daltro, reconhecendo o valor do Ministério de Mulheres da Igreja.

Discípulas da Pra Lúcia Daltro

Discípulos do Pr Alexandre Daltro

Muita Alegria durante o congresso! em 2013 tem mais! 












Crianças são alvos cada vez mais frequente de tropas do governo Assad



Crianças são alvos cada vez mais frequente de tropas do governo Assad
Tropas sírias teriam pedido para mães escolherem quais filhos elas queriam que fossem executados durante um ataque contra um vilarejo no sul do país, revelou o jornal britânico The Times.
Segundo testemunhas, homens da milícia pró-regime shabiha teriam executado crianças neste fim de semana, na aldeia de Ataman, perto de Deraa. O grupo, que apoia o presidente Bashar al-Assad, teria reunido moradores na praça principal do vilarejo e ordenado rebeldes a se entregar sob a ameaça de executar as crianças do povoado, se os dissidentes não obedecessem o chamado.
Shadi al-Hari, um estudante de 21 anos, estava com sua tia e seus dois primos, Omar, de 16 anos, e Shadi, de 5. Um dos membros da milícia pegou os dois meninos e perguntou para sua tia quem ela queria que morresse, revelou al-Hari. Como ela não conseguiu escolher entre os dois filhos, o homem atirou no adolescente.
“Ele matou o mais velho na frente dela. Atiraram em sua cabeça. Minha tia teve um colapso no meio da rua”, contou o estudante ao Times.
Os sobreviventes do massacre em Ataman fugiram para um campo de refugiados na Jordânia, onde contaram a repórteres sobre o cerco no vilarejo. Segundo testemunhas, Ataman foi tomada por 250 tropas do governo, que chegaram em cinco ônibus e cercaram os moradores para eles saírem de seus esconderijos, a maioria se escondia em porões, e, então, usá-los para negociar com os rebeldes.
Relatos de violência cada vez mais chocantes, envolvendo crianças e mulheres, se tornaram frequentes nos últimos meses na Síria. Na semana passada, um atentado no coração do regime Assad foi visto por analistas como o início da etapa final do conflito, mas a comunidade internacional teme que o país mergulhe em um conflito sectário depois da queda de Assad.
Ore pela Síria

Jornalismo da Record produz série de denúncias contra o Ibope


Está declarada mais uma guerra da Rede Record contra o Ibope. A emissora levou ao ar neste domingo (22), no programa “Domingo Espetacular”, reportagem sobre o presidente do instituto de pesquisa, Carlos Augusto Montenegro. Informou a jornalista Keila Jimenez, na coluna Outro Canal do site Folha.
Em tom de denúncia, a rede fez uma série de acusações contra o dirigente do Ibope, dizendo que ele supostamente teria ficado bilionário comandando negócios suspeitos e com o envio de dinheiro para paraísos fiscais.
Montenegro e o Ibope estudam tomar medidas judiciais contra a Record, que dará continuidade às denúncias. Segundo fontes do jornalismo da emissora, há mais duas reportagens sendo produzidas com relação aos negócios de Montenegro e sobre possíveis falhas e fraudes nas pesquisas do Ibope.
Para o instituto, a reportagem da Record tem um motivo oculto: a queda de audiência da emissora em 2012.
Coincidentemente, o Ibope também vem sendo alvo de ataques de outra emissora: a Band. Na semana passada, durante dois dias seguidos, José Luiz Datena usou o “Brasil Urgente” para questionar a idoneidade do Ibope e de seus dirigentes, a quem chamou de “estelionatários”. (Clique aqui e leia a matéria: Datena chama Ibope de ‘estelionatário’ durante programa ao vivo)
Band e Record não vão se pronunciar sobre o caso. O Ibope também não quis comentar o assunto.

quarta-feira, 18 de julho de 2012

Suzane von Richthofen se converte em presídio de segurança máxima


Uma imagem exibida pelo Fantástico neste domingo (15) mostrando Suzane Richthofen e Anna Carolina Jatobá juntas no presídio do Tremembé, interior de São Paulo, chamou a atenção de todo o país. Sorridentes e descontraídas, elas andam pelo pátio da detenção, onde estão alojadas presas de alta periculosidade.
Segundo a reportagem, Suzane agora é pastora evangélica, função que também seria exercida por Anna Carolina, que prega para outras detentas no presídio de segurança máxima. As cerca de 153 mulheres que estão no local cometeram toda espécie de crime, inclusive assassinato de filhos, pais e maridos.
No local ainda está alojada Elize Matsunaga, que em junho desde ano confessou ter matado e esquartejado o corpo do marido, um dos diretores da empresa alimentícia Yoki.
As imagens e a notícia de que Suzane agora teria se tornado religiosa levantou desconfiança do público, que imediatamente foi às redes sociais comentar o fato.
A possível conversão dela, que foi pivô do caso que repercutiu em todo o país, está na natureza do crime cometido. O público ainda tem vivos na memória o caso da moça com ascendência alemã, que juntamente com dois comparsas planejou o assassinato dos pais visando a herança deixada por eles.
Segundo o Fantástico, Suzane desfruta de um bom relacionamento entre as detentas e as funcionárias da carceragem. Segundo o promotor Paulo José de Palma, “ela tem uma personalidade muito forte, ela sabe o que quer, sabe se relacionar com as pessoas que a cercam, e isso dentro da unidade prisional também ocorre”, diz.
Já Ana Carolina matou a enteada de 5 anos, Isabella Nardoni, jogando-a pela janela do sexto andar de um prédio na zona norte de São Paulo. O ato, cometido juntamente com o marido e pai da criança Alexandre Nardoni, foi motivado pelo ciúme excessivo pela atenção que o pai dedicava à filha.
O marido Alexandre Nardoni, que participou do assassinato da própria filha, está na ala masculina da mesma instituição.
Segundo noticiado, ambos levam uma vida tranquila no presídio. Eles estariam adaptados à rotina do local e prestam serviços para reduzir a pena. Alexandre trabalha na lavanderia e a madrasta de Isabella conseguiu colocação na cozinha.
Segundo a reportagem do Fantástico, o clima no lugar é tranquilo e não há registro de rebeliões ou problemas de convivência. As imagens registradas mostram elas de uniforme e conversando entre as carcereiras.
As duas detentas ainda participam da oficina de costura e tem registrado ao longo do período enquanto presas bom comportamento. Suzane chegou a iniciar um projeto de aulas de inglês no local visando ensinar o idioma às presas, mas o mesmo foi suspenso.
Redes sociais
A notícia divulgada pela TV Globo de que Suzane teria se tornado evangélica e ocupa a função de pastora causou grande repercussão nas redes sociais. Não faltaram comentários cheios de ironia e sarcasmo.
A novelista Glória Perez escreveu no Twitter: “Suzane Richtofen virou pastora!!!!! E apareceu lépida e saltitante no #fantastico : impressionante como os psicopatas florescem na cadeia!”.
Já @Rafael_Iglesias comentou: “Suzane Von Richthofen e Anna Carolina Jatobá têm um bom relacionamento na prisão. Crimes em família unem as pessoas, nesse caso?”
Suzane, Ana Carolina e a esquartejadora da Yoki no mesmo lugar. É presídio ou a Fazenda?, ironizou Eduardo Barreto.

Fonte: Gospel Prime

Pastor norte-americano é preso após fazer reuniões de estudo bíblico em sua casa

Pastor norte-americano é preso após fazer reuniões de estudo bíblico em sua casa
O pastor Michael Salman foi preso no último mês após realizar estudos bíblicos em sua casa, na cidade de Phoenix, no estado americano do Arizona. Seu advogado, John Whitehead do Instituto Rutherford esteve na última semana no programa “FOX & Friends” onde, ao lado da esposa de Salman, falou sobre a prisão.
Salman foi levado à cadeia depois que um tribunal de Phoenix o considerou culpado de 67 violações em relação a um prédio onde ele hospeda um grupo de estudo semanal da Bíblia. Salman foi condenado a 60 dias de prisão, três anos de liberdade vigiada e ainda foi multado em 12.180 dólares.
O advogado afirmou ao anfitrião do programa, Steve Doocy, que os direitos constitucionais de Salman estão sendo violados, e que seu cliente é vítima de perseguição religiosa.
- A chave é – a Constituição garante o direito à liberdade de religião … o direito de se reunir e conversar uns com os outros onde quer que você esteja – em público ou em sua casa – afirmou o advogado.
- Você pode pensar que isso poderia acontecer em algum lugar como o Irã, ou em alguns dos países ao redor do mundo com o mesmo regime, mas acontecendo nos Estados Unidos, na minha opinião é tão chocante, é inacreditável – completou Whitehead, comparando o caso à opressão religiosa em países islâmicos.
Suzanne Salman, esposa do pastor, também falou no programa, e expressou seu choque e total descrença com a situação.
- Isso desafia a lógica, francamente. Eu não entendo que algo tão pequeno tenha se tornado assim tão grande. As pessoas fazem isso todo o tempo nos Estados Unidos – disse ela, quando perguntada por Doocy por que ter um estudo bíblico privado em casa se tornaria um problema. O apresentador ressaltou ainda em sua pergunta sobre o estudo bíblico em casa: “As pessoas fazem isso no meu bairro o tempo todo”.
O Procurador da cidade de Phoenix, Vicki Hill, afirmou que o caso não se trata liberdade religiosa, mas sim às regras de zoneamento da cidade.
– Isto é parte da permissão de zoneamento e adequação. Quando você está promovendo uma reunião de pessoas como ele faz continuamente, temos preocupações sobre as pessoas serem capazes de sair da instalação corretamente, caso haja um incêndio, e levamos em conta tudo isso – justificou Hill.
Michael Salman, é pastor ordenado da Igreja de Deus em Cristo (Church of God in Christ), e argumenta ter direito constitucional de cultuar em sua propriedade privada. No entanto, a cidade de Phoenix insistiu que a questão é sobre violações de zoneamento e código, não à liberdade religiosa.
De acordo com o The Christian Post, no centro da disputa de Salman com a cidade está uma construção de 2.000 metros quadrados em seu quintal, na qual ele realizou reuniões de estudo da Bíblia com cerca de 30 ou 40 pessoas que se reuniam semanalmente. O edifício tem um púlpito e cadeiras.
A promotoria afirma que Salman recebeu uma licença de construção para converter uma garagem para uma “sala de jogos,” e não em uma igreja.
- Você pode fazer todos os tipos de reuniões em uma base regular, mas por algum motivo, se eles te chamam de uma igreja, você está ilegal. E mais uma vez, é o que os regimes fazem – frisou o advogado.
Fonte: Gospel+

Bispo Edir Macedo afirma que não é recomendado se casar com pessoas de “raças diferentes” ou mulheres mais velhas

Bispo Edir Macedo afirma que não é recomendado se casar com pessoas de “raças diferentes” ou mulheres mais velhas
Relacionamentos e as diferenças entre homem e mulher, idade, raça e a complexidade que os envolve foram tema de um artigo do bispo Edir Macedopara a sessão de comportamento do site da Igreja Universal do Reino de Deus .
O texto trata das diferenças de idade e “raça” entre homem e mulher, e dá recomendações explícitas sobre o que deve ou não ser feito quando o assunto é casamento. Macedo afirma que “o rapaz que deseja fazer a obra de Deus não deve se casar com uma moça que tenha idade superior à dele [...]para não se deixar influenciar por ela”. O líder da Universal abre exceções para homens “suficientemente” maduros, mas ressalta que essa “diferença não deve ultrapassar dois anos”.
“Muitas pessoas não gostam quando fazemos estas colocações”, afirma Macedo. Entre os argumentos usados pelo bispo para justificar sua postura, estão a possibilidade de traição quando a esposa envelhecer ou a probabilidade de ela tornar-se “mandona” com o passar do tempo: “Para evitar este ou outros transtornos, oriundos da diferença de idade (a do marido inferior à da esposa), é preferível que não haja qualquer compromisso de casamento”.
Sobre a diferença étnica, Macedo é enfático ao afirmar que “não haveria nenhum problema para o homem de Deus se casar com uma mulher de raça diferente da dele, não fossem os problemas da discriminação que seus filhos poderão enfrentar nas sociedades racistas deste mundo louco”, e justifica sob o argumento de missões: “os pais não terão como evitar que aconteçam rejeições ou críticas por parte dos coleguinhas nas escolas nos países onde eles poderão estar pregando o Evangelho”.
O bispo Edir Macedo afirma que não tem opinião pessoal contrária à miscigenação, mas que a orientação para que os fiéis procurem esposas de sua raça visa uma melhor aceitação por sociedades estrangeiras, que não estão acostumadas com a realidade brasileira.
A igreja, diz o bispo, busca “alertar sobre esta situação não porque tenha qualquer objeção quanto ao casamento envolvendo mistura de raça ou cor. Não, muito pelo contrário! Temos vários homens de Deus casados com mulheres de raças diferentes. Não teríamos absolutamente nada a comentar a este respeito, mas temos visto este tipo de problema acontecendo com as crianças dentro das nossas igrejas, em outros países”, justifica-se.
Confira abaixo a íntegra do artigo “Homem de Deus quanto à idade e à raça ”, do bispo Edir Macedo, para o site da Igreja Universal:
O rapaz que deseja fazer a Obra de Deus não deve se casar com uma moça que tenha idade superior à dele, salvo algumas exceções, como por exemplo aquele que é suficientemente maduro e experiente na vida para não se deixar influenciar por ela. Mesmo assim, a diferença não deve ultrapassar dois anos.
Muitas pessoas não gostam quando fazemos estas colocações; entretanto, temos visto que quando a mulher tem idade superior à do seu marido, ela, que por natureza já tem o instinto de ser ‘mandona”, acaba por se colocar no lugar da mãe do marido.
E o pior não é isto. A mulher normalmente envelhece mais cedo que o homem, e quando ela chega à meia-idade, o marido, por sua vez, está maduro mas não tão envelhecido quanto ela. E a experiência tem mostrado que é muito mais difícil, mas não impossível, manter a fidelidade conjugal.
Para evitar este ou outros transtornos, oriundos da diferença de idade (a do marido inferior à da esposa), é preferível que não haja qualquer compromisso de casamento. Devemos crer que Deus tem reservado para cada servo uma serva, de acordo com as suas aspirações, que por sua vez vão ao encontro das aspirações dela.
Por esta razão, não é bom que o rapaz se afobe e se case com a primeira que aparecer, só porque quer fazer a Obra de Deus e precisa de uma esposa. Não! Se ele não confia que Deus irá lhe suprir com a sua outra metade, como vai confiar que Ele fará a Sua Obra por seu intermédio?
Quanto à raça
Não haveria nenhum problema para o homem de Deus se casar com uma mulher de raça diferente da dele, não fossem os problemas da discriminação que seus filhos poderão enfrentar nas sociedades racistas deste mundo louco.
É preciso que ambos estejam conscientes quanto aos riscos de traumas ou complexos que as crianças poderão absorver durante os períodos escolares, e, a partir daí, carregarem-nos por toda a vida.
Infelizmente, os pais não terão como evitar que aconteçam rejeições ou críticas por parte dos coleguinhas nas escolas nos países onde eles poderão estar pregando o Evangelho.
O homem de Deus precisa estar sempre preparado para servir a Deus onde quer que Ele assim determine, e, assim, nem sempre estará em um país onde não haja esse tipo de situação. Portanto, é necessário que o casal examine também esta questão, antes de qualquer compromisso mais sério.
O homem de Deus não pode simplesmente dizer: “Ela tem o Espírito de Deus e eu também. Nós nos amamos e vamos nos casar”. Não! Não deve ser apenas isto! Ele tem o futuro totalmente comprometido com uma missão de extrema importância, e não pode ser limitado. É preciso que haja uma avaliação esmerada quanto aos passos no presente.
Procuramos alertar sobre esta situação não porque a Igreja Universal do Reino de Deus tenha qualquer objeção quanto ao casamento envolvendo mistura de raça ou cor. Não, muito pelo contrário!
Temos vários homens de Deus casados com mulheres de raças diferentes. Não teríamos absolutamente nada a comentar a este respeito, mas temos visto este tipo de problema acontecendo com as crianças dentro das nossas igrejas, em outros países.
Procuramos, portanto, trazer à baila esta situação a fim de evitarmos transtornos no futuro do homem de Deus e na obra que está reservada para ele.
Fonte: Gospel+ 

Presidente do hospital Albert Einstein defende a religião como procedimento padrão e essencial na medicina pública e privada

Presidente do hospital Albert Einstein defende a religião como procedimento padrão e essencial na medicina pública e privada
O presidente da rede Hospital Albert Einstein, o médico oftalmologista Claudio Lottenberg, 51 anos defendeu recentemente em uma entrevista a ideia de que a fé dos pacientes deve ser levada em conta em seu tratamento, superando o divórcio entre a ciência e a espiritualidade.
Durante a entrevista, concedida ao iG Saúde, o médico falou dessa e de outras de suas ideias, consideradas polêmicas. Lottenberg também é responsável pela administração do M’Boi Mirim, hospital público da periferia da zona sul paulistana e 14 Unidades Básicas de Saúdes, e é professor Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e do MBA em Saúde do IBMEC.
Lottenberg defende que se deve colocar no mesmo pacote de atendimento o Sistema Único de Saúde (SUS) e a rede privada. O médico afirma também que se deve superar, de vez, o divórcio entre ciência e espiritualidade e fazer da fé dos pacientes um procedimento padrão e essencial da medicina.
- Se não for uma questão humanista, que seja por uma razão econômica. Já existem pesquisas que mostram que os pacientes terminais com câncer que exercem a espiritualidade, por exemplo, dão menos custos aos hospitais do que os com o mesmo perfil que não têm fé – justifica o médico.
- As pessoas usam a religião para compreender a fé, porque é um mecanismo mais fácil de entendimento. Mas a fé não precisa ser atrelada à religião. Na saúde, até os ateus podem ter os benefícios do que as pessoas chamam de fé – completa Lottenberg, que afirma ainda que é científico que as pessoas que exercem a fé apresentam melhoras de saúde mais rápida.
O presidente do Hospital Albert Einstein falou ainda de seu trabalho em defender os benefícios da espiritualidade nos tratamentos clínicos. Ele afirma que os médicos devem perguntar a seus pacientes se a fé é um fator importante em seu tratamento e agir de acordo com isso. Procedimento que ele afirma já ser padrão o Einstein.
De acordo com Lottenberg ele já discutiu sobre seu posicionamento com o ministro da saúde, Alexandre Padilha, e com importantes líderes religiosos, como o papa Bento XVI e o Dalai Lama.
Fonte: Gospel+

quarta-feira, 11 de julho de 2012

Após vitória no UFC 148, Anderson Silva faz oração de agradecimento junto a seus filhos

Após vitória no UFC 148, Anderson Silva faz oração de agradecimento junto a seus filhos
Depois de derrotar o Americano Chael Sonnen, no UFC 148, o lutador brasileiro Anderson Silva se reuniu com seus filhos para fazer uma oração em agradecimento por seu desempenho na luta.
Após o combate no octógono, Silva publicou em seu Twitter uma foto em que aparece ajoelhado, junto de seus filhos, orando em agradecimento pelo título.
O lutador não fala abertamente de sua religião, mas constantemente faz demonstrações de fé. Em seu Twitter o lutador publicou para os mais de dois milhões de seguidores as frases:
“Família e fé sempre” e “Nada mais importante do que ver meus filhos tendo um referencial. Seja você também no seu dia a dia um referencial”. No início do ano ele apareceu também fazendo uma oração em prol de lutadores como Erick Silva e outros membros do X-Gym/Team Nogueira.
A luta, que aconteceu nesse fim de semana, foi considerada por muitos como “a luta do século”, por causa da grande rivalidade entre os atletas.
Após receber várias provocações e insultos de Sonnen, que declarou em entrevistas seu desafeto ao adversário brasileiro, Silva terminou sua noite afirmando que o UFC é um esporte e que não tem nada pessoal contra o adversário. Como resposta às ofensas recebidas do americano, Anderson Silva ironizou o adversário o convidando para um churrasco em sua casa.
Com a vitória, o brasileiro manteve o cinturão de campeão dos pesos-médios e, como bônus pelo “nocaute da noite”, ainda ganhou cerca de R$ 152 mil.
Fonte: Gospel+

Radicais islâmicos matam mais de 100 cristão na Nigéria no fim de semana e afirmam: “Os cristãos não voltarão a saber o que é paz”

Radicais islâmicos matam mais de 100 cristão na Nigéria no fim de semana e afirmam: “Os cristãos não voltarão a saber o que é paz”
No último final de semana os cristãos da Nigéria enfrentaram uma nova onda de violência, que levou à morte de mais de 100 cristãos. Os ataques foram feitos por um grupo de muçulmanos da etnia fulani, que fortemente armados invadiram diversas cidades.
O primeiro ataque aconteceu no sábado (07) e atingiram as cidades de Kakuruk, Kuzen, Ngyo, Kogoduk, Ruk, Dogo, Kufang, Kpapkpiduk e Kai. De acordo com as Forças Especiais de Intervenção (STF) mais de 100 homens participaram do ataque.
- Os criminosos, mais ou menos 100 homens que estavam fortemente armados com fuzis e usavam roupas camufladas e coletes à prova de balas, mataram vários moradores da região e queimaram muitas casas – relatou a STF.
De acordo com o portal Opera Mundi no primeiro momento foram divulgados 30 mortos, mas depois as autoridades encontraram 50 corpos, em sua maioria mulheres e crianças, dentro da Igreja de Cristo na Nigéria (COCIN, sigla em inglês).
Os ataques prosseguiram no domingo, quando os extremistas voltaram a atacar e vitimaram outras dezenas de pessoas, entre elas dois legisladores nigerianos, o senador por Plateau Norte, Gyang Daylop Dantong, e um membro do parlamento estatal de Plateau, Gyang Filani.
Nessa terça feira (10), o grupo radical islâmico Boko Haram assumiu a autoria dos atentados. Em comunicado divulgado na cidade de Maiduguri, o grupo rebelde informou que os ataques vingaram os massacres de muçulmanos e que continuarão acontecendo, segundo informou a revista Veja.
- Os cristãos não voltarão a saber o que é paz até que aceitem o islã e deixem de matar muçulmanos – afirmo o grupo terrorista em seu comunicado.
A rivalidade entre a população cristã do estado de Plateau e os pastores muçulmanos da etnia fulani já existe há décadas, e já ocasionou milhares de mortes.
Fonte: Gospel+