IGREJA APOSTÓLICA VIDA ABUNDANTE

IGREJA APOSTÓLICA VIDA ABUNDANTE
2017 Ano da Paternidade

sábado, 28 de abril de 2012

Para Nossa Alegria: Sucesso do vídeo divide opinião dos evangélicos nas redes sociais

Para Nossa Alegria: Sucesso do vídeo divide opinião dos evangélicos nas redes sociais
O sucesso do vídeo “Para Nossa Alegria”, que se tornou assunto principal em rodas de conversa e nas redes sociais, vem dividindo opiniões entre os evangélicos. Enquanto muitos veem o vídeo como uma forma de divulgar o evangelho, outros o encaram como mero oportunismo e banalização da música evangélica.
Um levantamento feito pelo The Christian Post em meios como Facebook, Twitter, comentários do YouTube e em blogs mostrou essa divisão e concluiu que em meio às inúmeras discussões sobre o tema, há muita gente que acredita no potencial do vídeo para divulgar o evangelho.
Comentários publicados nas redes sociais indicam que as inserções da música em canais de TV evangélicas chamam a atenção de quem não assistia programas cristãos.
“Tava aqui mudando de canal pra ver se o Legendários já começou dai tava passando um programa evangélico, eu acho, cantando Para Nossa Alegria (sic)”, comentou uma jovem em seu Twitter.
O sucesso da música tem sido usado também como forma de chamar a atenção dos jovens em cultos, como comentou Tainara Carmona através do Twitter: “O melhor da noite foi com o Pastor Sérgio cantando Para Nossa Alegria no culto hoje”.
O sucesso da canção Galhos Secos, reproduzida pelo trio, repercutiu também na mídia comum, e muitos veem isso como forma de divulgar o cenário musical gospel no meio “secular”, como a participação de Jefferson, protagonista do vídeo, no programa Pânico na Band, onde ele fez diversas citações de fé.
Mas enquanto alguns veem o vídeo de forma positiva, muitos outros o enxergam como oportunismo. “Agora só querem saber da fama. Jesus que é bom, nada”, diz um dos comentários contra o Para Nossa Alegria.
Outros comentários no YouTube dizem ainda que a gravação gera um desvio o foco do objetivo real dos louvores e que, com isso, o evangelho é deixado de lado, em detrimento do gracejo.
Fonte: Gospel+

Ateus fracassam com campanha que oferecia revistas pornográficas em troca de Bíblias

Ateus fracassam com campanha que oferecia revistas pornográficas em troca de Bíblias
Um grupo de ateus realizou uma polêmica campanha na Universidade de San Antonio, no Texas, Estados Unidos, o movimento consistia em oferecer revistas pornográficas em troca de Bíblias ou de outros livros religiosos, como o Alcorão e livros de escritores cristãos como Rick Warren. Mas, a campanha intitulada “Smut for Smut” (Pornografia por pornografia) fracassou, já que poucos estudantes aderiram a proposta.
Movimentos como este não são novidade, outras edições já foram realizadas em anos anteriores, a primeira aconteceu em 2008, organizada pelo grupo Atheist Agenda. Os grupos afirmam que a Bíblia possui conteúdo pornográfico, que as Escrituras são “pervertidas”, referindo-se ao Antigo Testamento onde, segundo os ateus, há relatos de “exploração das mulheres, escravidão, estupro e assassinato”.
Kyle Bush, presidente da Atheist Agenda, falou ao site World on Campus, “A questão não é o material pornô. Nosso propósito principal é fazer as pessoas conversarem conosco para que possamos passar nossa mensagem”.  “Queremos divulgar o ateísmo e trazê-lo para o centro das atenções. Nós oferecemos uma alternativa para pessoas que podem não se encaixar em nenhum outro lugar”, argumentou.
Foram mais de 50 quilos de material pornográfico adquirido para utilizar na campanha, mas segundo a Atheist Agenda as trocas foram pouquíssimas, cinco bíblias, uma enciclopédia do Islã, e alguns livros evangélicos.
Numa forma de manifesto contra a campanha ateísta, um grupo de alunos cristãos organizaram uma apresentação de um coral de música gospel próximo ao stand onde era distribuídas as revistas. Tarvia Demerson, uma das organizadoras do coral explicou a razão do ato, “Estamos lutando espiritualmente. Quanto fazemos isso, não vamos lá e tentamos conversar com eles. Apenas oramos sobre isso.”.
Fonte: Gospel+

Malária na África: igrejas e a organização cristã Visão Mundial unem-se para combater a doença que mata milhares de crianças

Malária na África: igrejas e a organização cristã Visão Mundial unem-se para combater a doença que mata milhares de crianças
Igrejas e líderes cristãos dos Estados Unidos estão se unindo juntamente com a organização de ajuda humanitária Visão Mundial, na importante luta contra a malária, que é responsável pela morte de milhões de crianças.
A doença, que é completamente evitável, é causada pela picada de um mosquito, e seu maior impacto incide sobre a África. Estima-se que a malária tira a vida de uma criança africana a cada minuto e continua a ser a principal causa de morte de crianças menores de cinco anos. Redes de cama que custam $6 dólares (cerca de R$11 reais) podem evitar a mortal doença. Essas redes contra os mosquitos devidamente usadas mostraram-se eficientes em reduzir a propagação da malária.
Este ano as igrejas americanas estão em parceria com a Visão Mundial para promover o “Domingo da Malária”, quando cristãos arrecadam dinheiro para a compra de redes de cama.
A Visão Mundial é uma organização humanitária cristã que trabalha para enfrentar os desafios da pobreza global e da injustiça em mais de 100 países ao redor do mundo.
Igrejas estão se disponibilizando e usando recursos de divulgação de cortesia, tais como DVDs, pacotes de informação, e banners de internet oferecidos pela Visão Mundial, para educar suas congregações sobre a malária.
Fonte: Gospel+

Jogador Tim Tebow declara que sua fé em Jesus é mais importante que o esporte; Site de infidelidade oferece US$ 1 milhão para quem tirar sua virgindade

Jogador Tim Tebow declara que sua fé em Jesus é mais importante que o esporte; Site de infidelidade oferece US$ 1 milhão para quem tirar sua virgindade
O jogador de futebol americano Tim Tebow, 24 anos, conhecido por suas demonstrações de fé durante as partidas da NFL (National Football League, em tradução livre, Liga Nacional de Futebol), afirmou que sua fé em Jesus é mais importante que o esporte.
Em entrevista concedida ao programa Good Morning America, da Rede de TV ABC, o jogador disse que o futebol americano é sua terceira prioridade: “É muito fácil para mim dizer que a coisa mais importante na minha vida é minha relação com Jesus Cristo, seguida por minha relação com a família. E o futebol é o que segue na lista”.
Tebow é considerado uma das revelações do esporte e recentemente trocou o Denver Broncos pelo New York Jets. Ele afirmou muita gente encara o esporte como coisa mais importante, porém trata-se apenas de um jogo: “Muitas vezes colocamos o futebol em primeiro lugar. Para muitos este jogo é mais importante que qualquer outra coisa, mas na realidade, não é. É só um jogo”.
O jogador reconheceu durante a entrevista que comete erros por não ser “perfeito”, mas que isso não tem tanta importância para Deus: “E quem sabe quantas vezes tenho errado? Todos nós erramos. E isso é a superabundante graça de Deus”.
Assim como o jogador brasileiro de futebol Kaká, Tebow afirma ser virgem e se guardar para o casamento. Um site de infidelidade nos Estados Unidos lançou uma promoção oferecendo US$ 1 milhão para quem provar que o jogador não é mais virgem.
O diretor do site, Neal Biderman afirmou que com a mudança de time, será difícil que Tebow mantenha sua virgindade: “Eu garanto que nenhum homem do estilo de Tim Tebow poderia sobreviver uma temporada em Nova York sem sucumbir às tentações da cidade”, afirmou, de acordo com informações do Uol.
“Se o Sr. Tebow de fato se abstém de relacionamentos adultos, eu o encorajaria a encontrar uma simpática senhora e que os dois curtam sua juventude e fama enquanto for possível”, desafiou Biderman.
Fonte: Gospel+

Carol Celico afirma que perdoaria uma traição de Kaká: “Quando o homem trai, é sinal de que a sua mulher falhou em algum ponto”

Carol Celico afirma que perdoaria uma traição de Kaká: “Quando o homem trai, é sinal de que a sua mulher falhou em algum ponto”
cantora e ex-pastora da Igreja Renascer em Cristo Carol Celico falou sobre seu casamento e sobre perdão em uma entrevista recente.
Longe de uma denominação desde que saiu da Renascer, a esposa de Kaká afirmou que se fosse traída pelo marido, seria capaz de perdoá-lo, apesar de ser um assunto delicado.
Questionada pela reportagem da revista IstoÉ Gente sobre a eventual infidelidade do marido, Carol afirmou que quando a mulher é traída, é sinal de que em algum aspecto do casamento, ela falhou.
“Eu perdoaria uma traição do Kaká. E sabe por quê? Porque quando o homem trai, é sinal de que a sua mulher falhou em algum ponto. Ela não estava dando o necessário. E não falo só de sexo. Falo de carinho, diálogo, cumplicidade.Se eu descobrisse um caso do Kaká, seria complicado. Mas se ele me trair, acho que estou fazendo algo de muito errado” , afirmou Carol Celico.
Fonte: Gospel+

quarta-feira, 25 de abril de 2012

Líder islãmico afirma durante palestra em universidade que Jesus era negro e muçulmano

Líder islãmico afirma durante palestra em universidade que Jesus era negro e muçulmano
O líder do movimento Nação do Islã, Louis Farrakhan, causou polêmica durante uma palestra que ministrou na Universidade A & M, estado americano do Alabama. Falando sobre questões religiosas e raciais, em seu discurso sobre desigualdade racial, o líder religioso afirmou que Jesus era negro e muçulmano.
“Quem te ensinou a odiar os negros? Se foi Deus quem nos fez pretos, com cabelos crespos, nariz largo e lábios grossos? Se eu não gostar de mim, como poderei gostar do Deus que me criou?”, questionou Farrakhan, que disse ainda que não sabe se Jesus era branco, como é normalmente retratado. De acordo com o Yahoo News ele acrescentou ainda que o profeta Elias também era negro.
Lembrando a tradição no feriado judaico de se dizer que o profeta Elias é aguardado em cada residência de família judia na noite de Páscoa, o ministro islâmico disse: “Se Elias batesse na sua porta e você visse que ele era negro, ligaria para a polícia! Por que o povo judeu ficaria tão chocado? Porque não estamos acostumados a aceitar a sabedoria de uma pessoa negra, não importa quão sábia ela possa ser”.
O líder islâmico encerrou fazendo alguns acréscimos à história de Caim e Abel e afirmou: “Quando Caim apresentou sua oferta de lavrador diante de Deus, a Escritura diz que Deus não aceitou. Eu não acredito nisso. Gostaria de fazer uma correção… Eu sou melhor que aqueles que traduziram a Bíblia das línguas originais e a revisaram para se adequar aos seus propósitos! Por que me acho melhor? Porque fui ensinado por Deus”.
Farrakhan já havia se envolvido anteriormente em polemicas com líderes brancos, quando os chamou de “seres humanos em potencial, mas ainda não totalmente evoluídos” e disse que os grupos judaicos são seguidores da “sinagoga de Satanás”.
Depois das declarações do líder do Nação do Islã, religiosos presente na palestra pediram que a universidade reconsiderasse e não mais fizesse convite a Farrakhan para seus eventos.
Fonte: Gospel+

Marisa Lobo é alvo de petição pública que requere sua cassação; Evangélicos criam abaixo-assinado favorável à psicóloga e colhem 6 vezes mais assinaturas

Marisa Lobo é alvo de petição pública que requere sua cassação; Evangélicos criam abaixo-assinado favorável à psicóloga e colhem 6 vezes mais assinaturas
A psicóloga clínica Marisa Lobo tornou-se alvo de uma petição pública online, que pede a cassação do registro de psicóloga dela.
O texto do abaixo-assinado afirma que Marisa Lobo divulga “inverdades científicas” sobre o homossexualismo.
“Em respeito à ética profissional solicitamos que o CRP (Conselho Regional de Psicologia) do Paraná realize a cassação imediata do registro da psicóloga Marisa Lobo, que há meses vêm divulgando inverdades científicas que apenas ferem a importância da psicologia na nosssa sociedade. Além disso, no seu Twitter, constantemente, divulga palavras de ódio e preconceito contra ateus, homossexuais e ‘maconheiros’, acusando falsamente o CFP (Conselho Federal de Psicologia) de ‘perseguição religiosa’; acusação totalmente infundada e caluniosa”.
A petição foi criada “Em nome dos estudantes de psicologia, dos profissionais da área, da ciência”.
“O processo que está sendo levantado contra a Marisa Lobo pelo CFP à acusa de homofobia, atos que nunca foram ditos, nem postados em suas redes sociais, não há nada que comprove o ato homofóbico. Marisa Lobo nunca fez tratamento de reversão da homossexualidade , isso é uma mentira inventada.  A psicóloga Marisa Lobo nunca induziu ninguém a aderir à convicções religiosas, não há provas”, afirma a nota descritiva do abaixo-assinado.
Até o fechamento desta matéria, a petição pública contra Marisa Lobo contava com 150 nomes, e o abaixo-assinado favorável à psicóloga somava 877 assinaturas.
Um número de pessoas quase seis vezes superior manifestaram apoio á psicóloga que se recusou a negar sua fé para não sofrer o processo disciplinar do CFP.
No Twitter, Marisa Lobo demonstrou preocupação com a perseguição contra ela e afirmou se tratar de deslealdade a campanha contra ela: “É muita maldade, isso está indo longe de mais, eles odeiam a gente”.
Fonte: Gospel+

Cientistas divulgam pesquisa que tenta explicar origem da fé em Deus

Cientistas divulgam pesquisa que tenta explicar origem da fé em Deus
Nos Estados Unidos, pesquisadores da Universidade de Missouri divulgaram um estudo que tenta esclarecer a origem da fé em Deus no cérebro humano, segundo a pesquisa, que aborda especificidades da espiritualidade, várias áreas do cérebro são responsáveis pelo complexo fenômeno que leva o ser humano a crer em uma “força superior”.
“Nós encontramos uma base neuropsicológica para a espiritualidade, mas não está isolada de uma área específica do cérebro… A espiritualidade é um conceito muito mais dinâmico e que utiliza muitas partes do cérebro. Algumas regiões do cérebro desempenham um papel mais predominante, mas todas elas trabalham em conjunto para facilitar as experiências espirituais dos indivíduos”, explicou Brick Johnstone, professor de psicologia da universidade e um dos mentores do estudo.
O estudo foi desenvolvido através de experiências realizadas com pessoas que sofreram lesões cerebrais, um trauma na parte do cérebro chamada de lobo parietal direito. O resultado mostrou que a crença com nível de proximidade com uma divindade ou um ser superior trona-se mais intensa quanto maior o dano no lobo parietal. O professor Brick disse, que “Os pesquisadores têm mostrado continuamente que a deficiência no lado direito do cérebro diminui o nosso foco em nós mesmos”.
“Nossa pesquisa mostra que as pessoas com esta deficiência são mais espirituais. Isto sugere que as experiências espirituais estão associadas com a diminuição no foco em nós mesmos. Isto está de acordo com muitos textos religiosos que sugerem que as pessoas devem se preocupar mais com o bem-estar dos outros do que com o seu próprio”, explicou o professor.
Argumentando sobre a fé em Deus, Brick Johnstone disse, “Quando o cérebro se concentra menos no ser (com a diminuição da atividade do lobo direito) há, por definição, um momento de autotranscedência que pode ser entendido como uma ligação com Deus ou Nirvana. É a sensação de que você é parte de algo muito maior”.
A pesquisa não faz referência a Deus de uma religião específica, mas analisa apenas comportamentos cerebrais. Originalmente a pesquisa “Right Parietal Lobe ‘Selflessness’ as the Neuropsychological Basis of Spiritual Transcendence”  foi publicada na Revista Internacional de Psicologia da Religião.
Fonte: Gospel+

Após recém-nascido falecer em hospital, médica cristã ora e o bebê ressuscita

Após recém-nascido falecer em hospital, médica cristã ora e o bebê ressuscita
Um recém-nascido que foi levado ao hospital em estado crítico, não suportou os efeitos da desidratação, desnutrição e septicemia e faleceu. Porém, a médica responsável pelo atendimento era cristã, fez uma oração e a criança reviveu.
A doutora Marta Martínez concedeu uma entrevista ao Christian News Today relatando sua experiência: “Eu vivi este milagre alguns anos atrás, enquanto estava trabalhando em um hospital numa cidade pequena, longe da capital”, disse a médica uruguaia.
Ela conta que chegou a desistir de tentar fazer algo pela criança, devido ao seu estado e às condições sociais da família.
“Era um bebê com cerca de um mês de idade e sua mãe era uma adolescente muito pobre. O bebê chegou ao hospital em estado crítico, com desidratação, desnutrição e septicemia. Não parecia que podíamos fazer algo para mudar o quadro. Ele morreu pouco tempo depois. Eu estava observando-o no momento da morte, e pensei: ‘É melhor para ele morrer, porque no meio ambiente que vive e esse tipo de família, ele não teria qualquer chance de sucesso. Toda a sua vida seria um ‘Calvário’, com falta de esperança e sem oportunidades”, relata a médica.
A Dra. Martínez porém afirmou que sentiu um desejo repentino de orar pela criança: “Senti Deus falando comigo: ‘Ele tem o direito de viver’. Imediatamente, coloquei minha mão sobre o menino, comecei a orar e agradecer a Deus por aquela vida. Ele foi ressuscitado. Voltou a viver! Foi um milagre incrível”.
Após a ressurreição, a criança foi transferida pra um hospital com mais recursos, onde foi submetido a tratamento intensivo. A médica relata que meses após, precisou ir ao hospital onde a criança havia sido internada, e teve foi surpreendida pela enfermeira chefe, que contou que a criança havia melhorado.
“Quando o vi, fiquei surpresa ao ver que ele era um bebê muito grande e saudável. Deus me permitiu ver o milagre completo. Eu vi também outras curas. Acredito na cura divina, porque, em primeiro lugar, está escrito na Bíblia, e segundo porque vi outros curados de uma maneira milagrosa. Também tive experiências em meu próprio corpo”, testemunha a Dra. Martínez.
Maria Martínez acredita que a fé na cura divina não pode ser deixada de lado: “Não apenas os médicos cristãos, mas todos os cristãos devem acreditar na cura divina. Isso está escrito na Bíblia e também foi uma parte muito importante do ministério de Jesus na terra”.
Atualmente a Dra. Martínez está na cidade de Nairobi, no Quênia, onde participará nos dias 25 e 26 /05 da Conferência Anual da Rede de Médicos Cristãos (WCDN), organização interdenominacional que reúne profissionais da área de saúde em todo o mundo.
Fonte: Gospel+

segunda-feira, 23 de abril de 2012

Pastor Ricardo Gondim explica porque rompeu com o movimento evangélico: “Não há sentido em remendar panos rotos”. Leia na íntegra

Pastor Ricardo Gondim explica porque rompeu com o movimento evangélico: “Não há sentido em remendar panos rotos”. Leia na íntegra
O pastor Ricardo Gondimpublicou um artigo em seu site pessoal explicando os motivos que o levaram a abandonar o movimento evangélico. “Passei a evitar a parceria de gente a quem eu jamais confiaria a carteira. Eu tinha que partir”, afirmou.
Segundo Gondim, seu abandono ao movimento se deu por rejeitar a “ bitola que qualquer grupo -  fundamentalista ou não – chancelou e recomendou”, e emenda dizendo que não quer ser preso por um rótulo: “Não aceito que tradição, escola ou cânone, cerceiem a minha capacidade de arrazoar. Rechaço obediência servil. Odeio timidez intelectual. Aliás, a única chancelaria que admito é da consciência. Creio que posso ser movido pelo mesmo Espírito que inspirou, e capacitou, homens e mulheres no passado. Erros teológicos, enquanto não produzirem intolerância, ódio ou preconceito, tenho certeza, estão perdoados”.
Líder da Igreja Betesda, em São Paulo, e conhecido por suas opiniões polêmicas, Gondim afirma que agora pretende “amar e apreciar, sem extravagância, as coisas mínimas” e viver de praticar o que prega: “Quero descer do alto dos meus privilégios e estender a mão ao mortiço que jaz em alguma estrada poeirenta. Desisti de uma espiritualidade que se contenta em implorar favores à Divindade. Em minha partida, acalento o desejo de encarnar Deus. E assim dizer: não vivi em vão”.
-“Redigi um texto em que me despedia do convívio do Movimento Evangélico. Eu já não suportava o arrocho que segmentos impunham sobre mim. Tudo o que eu disse por alguns anos ficou sob suspeita. Eu precisava respirar. Sabedor de que não conseguiria satisfazer as expectativas dos guardiões do templo, pedi licença”, escreveu, afirmando que suas opiniões foram usadas contra ele. “Não há sentido em gastar os poucos dias que me sobram em remendar panos rotos. Para que continuar no mesmo arraial de pessoas que me desconsideram e que eu desconsidero?”, questiona.
Confira abaixo a íntegra do artigo “Porque parti”, de Ricardo Gondim:
Depois dos enxovalhos, decepções e constrangimentos, resolvi partir. Fiz consciente. Redigi um texto em que me despedia do convívio do Movimento Evangélico. Eu já não suportava o arrocho que segmentos impunham sobre mim. Tudo o que eu disse por alguns anos ficou sob suspeita. Eu precisava respirar. Sabedor de que não conseguiria satisfazer as expectativas dos guardiões do templo, pedi licença.
Depois de tantos escarros, renunciei. Notei que a instituição que me servia de referencial teológico vinha se transformando no sepulcro caiado descrito pelos Evangelhos. Restou-me dizer chega por não aguentar mais.
Eu havia expressado minha exaustão antes. O sistema religioso que me abrigou se esboroava. Notei que ele me levava junto. Falei de fadiga como denúncia. Alguns interpretaram como fraqueza. Se era fraqueza, foi proveitosa, pois despertava para uma realidade: o Movimento Evangélico vinha se transformando em cabide de oportunistas; permitindo que incompetentes, desajustados emocionais e – por que não dizer?  – vigaristas, se escorassem nele.
Não há sentido em gastar os poucos dias que me sobram em remendar panos rotos. Para que continuar no mesmo arraial de pessoas que me desconsideram e que eu desconsidero? Deixei de tolerar os bons modos de moralistas (sexuais) que não se incomodam em transformar a casa de Deus em feira-livre.
Verdade, desisti. Desisti, porém, de apenas um segmento religioso. Que eu já não trato como lídimo representante do caminho do Nazareno. Larguei o esforço de recauchutar um movimento carcomido de farisaísmo.
Mas saio assustado. A fúria dos severos defensores da reta doutrina, confesso, me surpreendeu. Há alguns anos experimento o peso do rancor religioso. Nada mais perigoso do que um crente assustado; e nada que assuste mais um crente do que a transgressão da ortodoxia. Amigos me voltaram as costas. Estranhos se intrometeram em minha vida particular. Fui traído. Antigas invejas se fantasiaram de zelo pela verdade, e parceiros se transformaram em inimigos. Senti o escarro do desdém.
Embora tenha repetido, não me deram atenção. Eu nunca me atrevi solucionar os paradoxos filosóficos ou os mistérios teológicos que se arrastam há séculos. Não sou ingênuo: as Esfinges modernas, iguais às míticas, devoram o fígado de incautos que se imaginam donos da verdade.
Meu adeus foi ético. Passei a evitar a parceria de gente a quem eu jamais confiaria a carteira. Eu tinha que partir. Se critérios éticos não bastarem para definir o acampamento onde cravamos nossa tenda, há algo muito errado em nossa credibilidade. Nervoso com o carreirismo de gente que não hesita em vender a alma, preferi caminhar por outra estrada.
Rejeito a bitola que qualquer grupo -  fundamentalista ou não – chancelou e recomendou. Não aceito que tradição, escola ou cânone, cerceiem a minha capacidade de arrazoar. Rechaço obediência servil. Odeio timidez intelectual. Aliás, a única chancelaria que admito é da consciência. Creio que posso ser movido pelo mesmo Espírito que inspirou, e capacitou, homens e mulheres no passado. Erros teológicos, enquanto não produzirem intolerância, ódio ou preconceito, tenho certeza, estão perdoados.
Quero reaprender a viver. Vou buscar a trilha onde menos homens e mulheres andam de dedo em riste. Anseio por fazer-me amigo de gente espirituosa, leve, risonha, que sabe desafogar a alma.
Por condescendência, alguém disse que não sou teólogo, apenas poeta.  Apesar de não me achar digno de ser chamado poeta, sorri de felicidade. Que honra! Poetas não acendem fogueira. Tenho certeza que Miguel de Serveto gostaria de ver-se na companhia de trovadores.
Pretendo amar e apreciar, sem extravagância, as coisas mínimas: o tirocínio dos meninos, o desabrochar da paixão na menina em flor, a conversa de bons amigos. E no final do dia, ao rever as horas, saber celebrar a paixão de simplesmente existir.
Saio para instruir-me na adoração. Necessito transformar genuflexão em serviço. Quero descer do alto dos meus privilégios e estender a mão ao mortiço que jaz em alguma estrada poeirenta. Desisti de uma espiritualidade que se contenta em implorar favores à Divindade. Em minha partida, acalento o desejo de encarnar Deus. E assim dizer: não vivi em vão.
Soli Deo Gloria
Fonte: Gospel+

Cristãos ficam presos no Sudão e são proibidos de deixar o país por causa da guerra

Cristãos ficam presos no Sudão e são proibidos de deixar o país por causa da guerra
As tensões entre o Sudão e Sudão do Sul que se transformaram em combate militar, fizeram com que os cristãos de origem do sul, presos no Sudão, temam que o governo islâmico e os mulçumanos em geral se voltem contra eles.
Os sudaneses de origem do sul, que tiveram mais 30 dias a partir de 8 de abril para se registrarem ou deixar o país do Sudão, foram proibidos de embarcarem para Juba, capital do Sudão do Sul, por exigência de documentos.
“Eles fecharam todos os caminhos à nossa frente para nos impedir de viajar ao nosso país”, disse um líder da igreja.
Os cristãos sul-sudaneses foram surpreendidos quando todos os voos e rotas terrestres para o Sudão do Sul foram fechadas em 9 de abril sem informações de quando seriam autorizados a sair. O governo do Sudão declarou na semana passada que estava em estado de guerra com o Sudão do Sul.
Líderes de igreja que desejam permanecer no norte do país não possuem informações sobre como legalizar o registro. Eles dizem que a mídia e mesquitas (local de culto islâmico) enviam cada vez mais mensagens depreciativas sobre os cristãos do Sudão do Sul para o público em geral.
Fontes disseram que muitos sudaneses de origem do sul queixam-se de ouvir comentários como: “Por que você ainda está aqui? Você não voltou ainda para o seu país?”. Muitos mulçumanos consideram um direito adquirido que o assédio de instituições cristãs e de cristãos seja tolerado.
Fonte: Gospel+

terça-feira, 17 de abril de 2012

Diante da perseguição a cristãos no Oriente Médio, população cristã em Israel aumenta em 2.000%

Diante da perseguição a cristãos no Oriente Médio, população cristã em Israel aumenta em 2.000%
APrimavera Árabe”, movimento político e religioso que está levando países muçulmanos a serem governados por grupos islâmicos ultrarradicais, está criando uma grande preocupação na comunidade cristã internacional pelos cristãos que vivem no Oriente Médio.
Essa preocupação tem sido destaque em discursos de lideranças cristãs e em diversos meios de comunicação internacionais. Em sua mensagem de Páscoa, o papa Bento XVI pediu, segundo a Folha.com, pelo fim dos confrontos na Síria. Ele falou também de sua preocupação pelos cristãos, do mundo inteiro, que sofrem pela sua fé e são perseguidos.
A edição pascal da revista britânica “The Spectator” também tratou do assunto e afirmou que, para os cristãos que vivem na região, “a primavera virou inverno e a sobrevivência deixou de ser uma certeza”. De acordo com a publicação, nos inícios do século 20 os cristãos árabes representavam 20% da população total, e hoje são apenas 5%.
No Iraque, o número de cristãos diminuiu de 1,4 milhões de pessoas para apenas 400 mil, nos últimos 10 anos. Essa redução foi causada por diversos fatores, como a destruição de igrejas; a morte de fiéis; e a fuga do país, que representa entre 800 a 900 mil cristãos abandonando o Iraque.
Na Síria, país que vive uma guerra civil, mais de 50 mil cristãos foram expulsos, apenas da cidade de Homs, nos últimos meses de confrontos. No Egito 200 mil cristãos deixaram as suas casas em Alexandria, Luxor ou no Cairo, apenas no ano de 2010.
Apenas um país na região vivenciou o crescimento da população cristã. Com um aumento de 2.000% de cristãos nas últimas seis décadas, Israel tem servido de abrigo para a comunidade cristã.
De acordo com o escritor português João Pereira Coutinho, Israel é um estado racista e intolerante, mas que, paradoxalmente, “na hora do aperto, é a escolha nº 1 das vítimas do racismo e da intolerância”.
Fonte: Gospel+

Durante assalto, evangélica lê passagens bíblicas e consegue evitar estupro; Ladrão foi preso em flagrante

Durante assalto, evangélica lê passagens bíblicas e consegue evitar estupro; Ladrão foi preso em flagrante
Para evitar ser estuprada por um ladrão bêbado que invadiu sua casa, uma evangélica pegou a Bíblia e começou a ler versículos para o delinquente. O fato ocorreu em Maceió, capital de Alagoas.
De acordo com informações do site Tribuna Hoje, o desempregado Josivaldo Firmino da Silva, 30 anos, estava alcoolizado quando invadiu a casa de Maria Silvia Silva Pereira para efetuar um assalto.
Maria foi acordada com o anúncio do assalto e entregou os R$ 45,00 que tinha no momento. A dona de casa estava dormindo apenas com a parte de baixo de sua roupa íntima e o ladrão disse que a obrigaria a fazer sexo com ela.
Nesse momento, Maria pegou a Bíblia que estava na cabeceira de sua cama e passou a ler versículos para o ladrão, que se acalmou. A dona de casa aproveitou um momento de distração do invasor e correu para a rua pedindo auxílio aos vizinhos, que chamaram a polícia.
Josivaldo foi preso em flagrante sentado na varanda da casa ao lado de Maria, contando o dinheiro do assalto. A delegada Maria Aparecida Araújo o autuou por estupro, invasão de residência e roubo.
Fonte: Gospel+

Valdemiro Santiago concede entrevista falando sobre curas espirituais e afirma ser “um instrumento nas mãos de Deus”

Valdemiro Santiago concede entrevista falando sobre curas espirituais e afirma ser “um instrumento nas mãos de Deus”
O líder da Igreja Mundial do Poder de Deus, Valdemiro Santiago, concedeu uma entrevista à folha de São Paulo na qual falou de curas espirituais, educação, política e sobre prosperidade.
“Tenho alguns momentos de tristeza que eu queria me livrar, mas não consigo. Aí chego à conclusão de que não sou eu que curo. Porque se curasse, evitaria meu próprio sofrimento”, afirmou o pastor, que disse também: “Deus através de minha oração já curou muitas doenças incuráveis pelo recurso da ciência. Eu já vi Deus fazendo coisas que a ciência não pode fazer”.
Quando questionado sobre sua educação escolar, Santiago disse que não completou o segundo grau e afirmou: “Não li muitos livros, Não consigo pegar um livro… há livros que me ensinam, mas sempre parcialmente”.
Outra pergunta respondida pelo pastor foi sobre a ascensão econômica e social da chamada classe C. “Não atribuo a ascensão da classe C a esse ou aquele governo. E sim a Jesus. Porque a classe c não tem recurso intelectual para buscar bons empregos ou fazer bons negócios. Quando você se apoia na fé, Deus abre portas”, afirmou.
Santiago falou também sobre a fazenda mostrada pela rede Record, que supostamente seria sua, sobre política e sobre dízimos.
Leia a entrevista na íntegra:
Folha: A doença é um problema de espírito?
Valdemiro Santiago: Às vezes. Mas se fosse um problema exclusivamente de ordem espiritual, então as pessoas que estão afinadas com Deus não correriam o risco de ficar doentes. O próprio Isaac morreu cego. Então algumas doenças são de ordem espiritual e precisam ser tratadas espiritualmente – ou seja, através da oração, avivando e fortalecendo a fé das pessoas. E há doenças que a ciência consegue tratar. Eu e minha família precisamos dos médicos, também. Há enfermidades que são para a ciência e outras que são para serem tratadas espiritualmente. Embora Deus possa curar todas elas.
Folha: Quais são as doenças que estão nas mãos de Deus e quais na da ciência? No ano passado você passou por um tratamento do joelho no hospital Albert Einstein…
Valdemiro Santiago: Na verdade todas as doenças estão nas mãos de Deus. O sacerdote é um instrumento nas mãos de Deus.
Folha: Você é um instrumento nas mãos de Deus?
Valdemiro Santiago: Tenho plena certeza disso. Só que os médicos também são. Deus é quem dá o conhecimento, Deus instituiu os médicos. Deus nos colocou essa autoridade para que pudéssemos suprir as pessoas, honrando cada um.
Folha: Você já curou doenças incuráveis?
Valdemiro Santiago: Na verdade eu nunca curei ninguém, nem a mim mesmo. Tenho alguns momentos de tristeza que eu queria me livrar, mas não consigo. Aí chego à conclusão de que não sou eu que curo. Porque se curasse, evitaria meu próprio sofrimento. Então não sou eu que faço, é Deus que faz através da vontade dele. Deus através de minha oração já curou muitas doenças incuráveis pelo recurso da ciência. Eu já vi Deus fazendo coisas que a ciência não pode fazer.
Folha: Como foi sua infância?
Valdemiro Santiago: Depois que minha mãe morreu, eu e meu pai nos desentendemos, ele até atentou contra minha vida, e eu contra a vida dele. Mas não por falta de amor… Então saí de casa. Tinha um quartinho, mas como não conseguia pagar fui colocado pra fora e fiquei meio desamparado. Passei a viver na rua por causa da liberdade que a rua dava e dá.
Folha: Você estudou?
Valdemiro Santiago: Não concluí o segundo grau. Sou autodidata, estudei sozinho. Mas não li muitos livros, Não consigo pegar um livro… há livros que me ensinam mas sempre parcialmente. Só a Bíblia que tem sua totalidade, só a palavra de Deus.
Folha: Em que medida a Mundial se diferencia das outras igrejas?
Valdemiro Santiago: Se eu analisar de fora, eu acho que pela simplicidade, pela forma como é pregada a palavra. O povo não busca a sofisticação, o luxo, o glamour, a igreja de mármore ou de ouro. Jesus pregava de maneira simples. Às vezes o pregador dificulta muito, não fala a língua do povo. Tem pregador que tem vergonha de falar que trabalhou nisso ou naquilo. Eu não, eu sou um lavrador da roça mesmo, minha profissão verdadeira é essa, pegar enxada e lavrar terra.
Folha: Como interpreta a ascensão da classe c?
Valdemiro Santiago: Não atribuo a ascensão da classe c a esse ou aquele governo. E sim a Jesus. Porque a classe c não tem recurso intelectual para buscar bons empregos ou fazer bons negócios. Quando você se apoia na fé, Deus abre portas.
Folha: A Mundial já tem dois deputados. Quais são suas ambições políticas?
Valdemiro Santiago: A política é necessária. Não é nociva. Deus criou a política. Sou do altar, mas pretendo um dia ver pessoas da igreja trabalhando na política. Se alguma aliança puder trazer benefício, coloco-me a disposição. Tenho amigos no PT, PMDB, PSDB, PSC, PTB.
Folha: Por que a ênfase no dízimo em seus cultos?
Valdemiro Santiago: O dízimo é bíblico. É dez por cento. É o que sustenta a igreja. A oferta é voluntária. Não é uma coisa controlada, fiscalizada. Não é como a Receita, que cobra 27,5%. Devolver o dízimo faz parte da aliança entre você e Deus.
Folha: E as fazendas que apareceram na Record?
Valdemiro Santiago: São fatos ainda não constatados. Eu desconheço aquelas propriedades, à exceção de uma – que eu tenho escritura e está no nome da igreja mundial do poder de deus. As outras eles criaram. Mas esta pertence a todo mundo, pertence à obra de Deus.
Folha: A fazenda é da igreja ou sua?
Valdemiro Santiago: Olha, as coisas se misturam. Já vendi gado para pagar horário na TV. Mesmo com o gado não sendo propriedade da igreja, nesse caso. Eu tenho recurso, não sei se você já percebeu. O último CD vendeu um milhão de cópias a 20 reais. Dá pra comprar um bezerrinho, não dá?

Ex-senadora Marina Silva é ordenada pastora em Convenção das Assembleias de Deus do Distrito Federal

Ex-senadora Marina Silva é ordenada pastora em Convenção das Assembleias de Deus do Distrito Federal
A ex-senadora e ex-ministra do Meio Ambiente Marina Silva foi consagrada a pastora em uma reunião da Convenção das Assembleias de Deus no Distrito Federal (CEADDIF), liderada pelo pastor Sostenes Apolos.
A possibilidade de mulheres serem consagradas ao ministério pastoral nas igrejas Assembleia de Deus foi aberta após aprovação do tema durante Assembleia Geral Ordinária realizada em Outubro de 2011 pela Convenção do Distrito Federal.
Na ocasião, a proposta foi votada por 1.500 correligionários, e aprovada com 70% dos votos. Segundo informações do Gprime, o entendimento dos líderes assembleianos, a decisão da CEADDIF abre caminho para que a CGADB também aprove o ordenamento de mulheres ao ministério pastoral. Em 2001, a proposta foi recusada durante Assembleia Geral da Convenção Nacional.
O reconhecimento da ordenação da ex-candidata à presidência da República Marina Silva ao ministério pastoral em todas as Assembleias de Deus ainda depende de homologação da CGADB. Em 2010, quando foi terceira colocada nas eleições presidenciais, com aproximadamente 20 milhões de votos, Marina Silva havia sido ordenada missionária.

PÁSCOA 2012 ASSISTA O VÍDEO DA PEÇA DE PÁSCOA!

Assinta o Vídeo da peça Life House Everything encenado pelos discípulos da IAVA:

JESUS O NOSSO CORDEIRO PASCOAL! HAG SEMEACH PESSACH

segunda-feira, 16 de abril de 2012

VEJA AS FOTOS NA PÁSCOA JUDAICA 2012


PÁSCOA 2012 AQUI NA VIDA ABUNDANTE
UMA IGREJA DE LIBERTOS DE SANGUE DE JESUS
UMA UNÇÃO FRESCA DESCEU SOBRE NÓS 
NO SÁBADO FOMOS MINISTRADOS PELO Bp JOSÉ LUIZ DA Ig. Ap. SHEKINÁ EM ENG. PEDREIRA
ALEGRIA DE VER A FAMÍLIA REUNIDA NA PRESENÇA DO SENHOR

MINISTÉRIO DE LOUVOR VIDA ABUNDANTE

AMIGOS PARA SEMPRE

VOVÓ IVA E O NETINHO

MINISTÉRIO DE DANÇA INFANTIL


JULYANE DALTRO 

DANILO DALTRO


O TRIO ABENÇOADO!
ALEXANDRE E LÚCIA DALTRO 
PRESIDENTE DA IAVA