IGREJA APOSTÓLICA VIDA ABUNDANTE

IGREJA APOSTÓLICA VIDA ABUNDANTE
2017 Ano da Paternidade

quinta-feira, 1 de março de 2012

Parlamentares evangélicos pressionam e ministra decide consultar o governo do Irã sobre a situação do pastor Yousef Nadarkhani

Parlamentares evangélicos pressionam e ministra decide consultar o governo do Irã sobre a situação do pastor Yousef Nadarkhani
O governo brasileiro está fazendo consultas ao governo do Irã para entender a prisão e condenação do pastor Yousef Nadarkhani. A ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffman afirmou que tanto o Ministério das Relações Exteriores quanto o embaixador brasileiro em Teerã estão em contato com as autoridades daquele país.
A ministra afirmou que a intenção desses contatos é repassar às autoridades iranianas a visão brasileira a respeito do incidente, ressaltando os direitos humanos: “Nós já temos feito contato com nosso embaixador no Irã, o Itamaraty também tem feito contato pra saber efetivamente qual é a causa da prisão e levar os nossos posicionamentos sobre a defesa dos direitos humanos”.
A ministra disse ainda que o Brasil “não tem pretensão de ser intermediador” entre a defesa do pastor e o governo iraniano, mas que tem feito contatos devido a pedidos da bancada evangélica no Congresso: “Nós fomos procurados por um grupo de pessoas, de parlamentares da comunidade evangélica, pra que nós pudéssemos saber o que está acontecendo e também pudéssemos ajudar e manifestar solidariedade, manifestar a posição do Brasil em relação a isso”.
Segundo Gleisi Hoffman, que se reunirá com o pastor e deputado Marco Feliciano hoje, na Explanada dos Ministérios, afirmou que com base no que ouvir do deputado Feliciano e das informações que obter do ministro das Relações Exteriores, Antonio Patriota, poderá emitir um comunicado oficial a respeito do caso: “A gente tendo isso [o relatório], vai ter uma manifestação formal, possivelmente do Itamaraty”, informou a ministra Hoffman, segundo informações do G1.
Ontem, 28/02, o senador Magno Malta afirmou no plenário do Senado que vai solicitar à Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) que convide o embaixador do Irã no Brasil para explicar, no Senado, a real situação do pastor iraniano, Yousef Nadarkhani: “Seria elegante e de bom tom que o embaixador nos explicasse porque o pastor está sendo condenado a forca no Irã”, afirmou o senador, que também informou que a Frente Parlamentar em Defesa da Família deverá se reunir nesta quarta-feira, 29/02, para formular o pedido de audiência.
Fonte: Gospel+

Nenhum comentário:

Postar um comentário