IGREJA APOSTÓLICA VIDA ABUNDANTE

IGREJA APOSTÓLICA VIDA ABUNDANTE
2017 Ano da Paternidade

quinta-feira, 8 de março de 2012

Após se converter, ex-jogador do Flamengo se arrepende de falsificação de documentos e busca recomeço na carreira

Após se converter, ex-jogador do Flamengo se arrepende de falsificação de documentos e busca recomeço na carreira
No mundo do futebol é comum casos de jogadores que são convencidos por empresários a alterarem suas datas de nascimento e até nome de batismo para que nas categorias de base, possam disputar torneios e campeonatos com jogadores de idade menor que a sua, levando assim, alguma vantagem física e alcançando destaque e valorização.
O mais recente caso de jogador que alterou sua data de nascimento foi de um ex-atleta do Flamengo, que mudou também de nome, e jogava como Jorbison. Porém, após sua conversão, o jogador decidiu encerrar a fase de mentiras e procurou o clube, dizendo ser dois anos mais velho e que seu nome verdadeiro era Maxwell.
Considerado por muitos uma promessa, o talentoso Maxwell era visto como um atleta que ao longo dos anos, seria titular da lateral esquerda do clube de maior torcida do país, e já tinha até, conseguido uma convocação para a Seleção Brasileira Sub-20, além de disputar três partidas pelo time no Campeonato Brasileiro de 2009, ano que o clube foi campeão. Porém, tudo isso era como Jorbison.
Segundo o jogador, ele procurou o clube querendo recomeçar sua carreira, e acertou a rescisão de contrato para tentar a sorte com seu nome e identidade verdadeiros: “Eu me converti, preciso me batizar e não posso mais mentir. Sou gato. Meu nome é Maxwell, e não Jorbison”, explica, usando uma expressão futebolística para se referir à falsificação.
Os dirigentes do clube ficaram boquiabertos com a revelação, segundo informações do G1: “Que loucura, né? Ele não conversou diretamente comigo, mas fiquei sabendo. Era um garoto muito bom e nunca desconfiei de nada”, afirmou Isaías Tinoco, ex-gerente de futebol do Flamengo.
Maxwell agora afirma sentir-se melhor e quer buscar afirmação sem mentiras: “Meu sonho era me batizar, e não poderia fazer isso estando nesse erro. Vou me batizar neste ano. Hoje estou 100% ligado a Deus. Isso me faz muito bem. Quando vejo atletas indo pelo mesmo caminho, eu alerto. Às vezes, a pessoa só aprende passando por isso. No meu caso foi assim. Tem duas maneiras de você seguir a Deus: pelo amor ou pela dor. Tive que experimentar esses dois lados”.
Ele admite que a situação no novo clube, o Corinthians Pilarense, de Alagoas, não é a ideal, mas está focado na oportunidade e está tranquilo: “Aqui é como se fosse um recomeço da minha carreira, tanto na área profissional como espiritual. Por isso, hoje estou em paz, com meu coração tranquilo, pois estou fazendo a coisa certa. Poucos tomariam essa atitude, só tomei porque senti que era de Deus. Isso me faz muito bem hoje”, afirma o jogador.
Maxwell Batista da Silva afirma que nasceu num lar cristão, mas que se afastou da igreja durante o tempo que atuou no Flamengo como Jorbison: “Venho de um lar evangélico, fui criado na igreja ouvindo a palavra de Deus, isso é uma bênção. Mas, às vezes, você cai em tentação em algumas circunstâncias. No meu caso foi isso. Saí da Bahia com 16 anos para ir para o Rio de Janeiro jogar. Chegando lá me desviei, conheci coisas que nunca tinha visto. Fiquei de dois a três anos desviado. Tive um encontro verdadeiro com Deus no meio de 2011 e estou firme até hoje. A verdadeira felicidade a gente só encontra no caminho de Deus, ouvindo a palavra. No meio do futebol é muito complicado, você conhece pessoas que te facilitam muita coisa em relação a noitada, mulher…”, relata o atleta, que ainda sonha com uma carreira de sucesso.
Ele espera um dia voltar ao Flamengo, como Maxwell, e sentir novamente a emoção de jogar pelo clube do coração: “Com certeza, Deus já me perdoou, pois ele conhece o coração do homem. Isso é o mais importante. Foi um sonho ter jogado no Flamengo e eu creio que as portas que Deus está abrindo para mim vão além. Mas se tiver oportunidade de voltar um dia será um prazer enorme, até porque sou Flamengo de coração”.
Fonte: Gospel+

Nenhum comentário:

Postar um comentário