IGREJA APOSTÓLICA VIDA ABUNDANTE

IGREJA APOSTÓLICA VIDA ABUNDANTE
2017 Ano da Paternidade

terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

O QUE ESTIMULA O SEU MINISTÉRIO? O CHAMADO OU O RESULTADO!


Porque eu já estou sendo oferecido por aspersão de sacrifício, e o tempo da minha partida está próximo. Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé. Desde agora, a coroa da justiça me está guardada, a qual o Senhor, justo juiz, me dará naquele dia; e não somente a mim, mas também a todos os que amarem a sua vinda. 2 Timóteo 4:6-8

Deus nos separou para uma grande obra, ele nos chamou para exercer o nosso ministério, cumprir o chamado é o nosso foco. Quem não cumpre o seu chamado está inadimplente com quem o chamou. Pode ser por qualquer motivo, não cumprir o chamado é como se dissesse que Deus não fez a escolha certa.

                Depois de ler esta passagem, onde o Apóstolo Paulo declara que o final da sua carreira está acabando, vemos um servo satisfeito e feliz com a obra que realizou. Vemos que nesta passagem o apóstolo declara “a coroa da justiça o aguarda”, então quando vemos o que ele escreve não condiz com os resultados que hoje estimula muitos ministros. Se muitos ministros tivessem a carreira de Paulo, com certeza se frustrariam, e se convenceriam de que Deus não fez a melhor escolha!

                Qual a diferença do apóstolo para os ministros dos dias de hoje? Paulo sempre teve profunda paixão pelo seu chamado, Paulo sabia que os resultados não poderiam influenciar o seu ministério. Hoje em dia vemos os ministros movidos pelos resultados, só ministram ou trabalham, ou servem se tiverem alguma vantagem ou resultado naquilo que fazem.

                Noé foi outro que recebeu uma grande missão, uma missão nobre de perpetuar a espécie, mais que no final só conseguiu salvar sua família e os animais, os historiadores dizem que a arca era grande o suficiente para muitas pessoas que se convertessem a fala de Noé. Então Noé fez o seu trabalho, cumpriu seu ministério sem olhar para os resultados.

                E você o que estimula o seu ministério, Resultado ou Chamado?

                Quem olha para os resultados nem sempre tem o seu coração satisfeito, os olhos podem enviar uma mensagem errada para o coração e desestimular o obreiro e ele comete o pior que pode acontecer na obra, faze-la relaxadamente.  Jeremias 48 v. 10  

                O QUE DEUS ESPERA DE VOCÊ? REPITA O QUE DEUS ESPERA DE MIM?

                Sobre o ponto de vista de Deus, entendemos que precisamos realizar uma grande obra neste reino. Entender este propósito faz de todo ministro uma peça chave na conquista do Reino de Deus. Vamos analisar três níveis de resposta ao chamado de Deus:

1)      FOCO NO RESULTADO – Quem foca no resultado, pode se decepcionar, por que temos uma ordem, mas nem sempre sabemos o que Deus quer com isso. O profeta Jonas foi um dos muitos profetas que ficaram frustrados com os resultados, Nínive era conhecida como matadora de profetas, e para ele não poderia haver perdão para aquela cidade, porém, quando ele viu o que Deus realmente fez, se frustrou e amaldiçoou até a pobre da planta Jonas 4 v. 1 – 5.  Cuidado se você realizando a sua obra, não tiver o resultado que você quer, você pode cometer o mesmo erro de Jonas, ter a sua história interrompida por causa do erro no foco.

2)      FOCO NA SATISFAÇÃO – O obreiro que foca na satisfação pode ser o que mais relaxa na sua missão. Por que o entendimento de muitos é que temos que estar satisfeitos para sermos servos. Servo faz aquilo que lhe mandam e não aquilo que lhe satisfaz, você tem que decidir hoje se você é servo ou não, tem muita gente achando que o poder é para dominar, quando na verdade é para servir. A pergunta é você está satisfeito? A bíblia fala dos dois filhos de Elí, o sumo sacerdote, que tinham uma postura incorreta no seu ministério. E por isso foram mortos na batalha, e causaram a derrota de Israel e o nascimento de Icabod. ! Samuel 1 22 – 25.

3)      FOCO NO CHAMADO – O obreiro que tem o foco no chamado é aquele que faz além do que foi ordenado, ele não quer saber se alguém não fez, ele quer saber se foi feito, ele não se condiciona a sua satisfação, ele simplesmente tem o prazer de fazer a sua parte e se precisar cobrir a parte dos outros. Ele está sempre disponível, presente, obediente, nunca demonstra para os outros a sua insatisfação, por que ele sabe que “o que começou a boa obra é fiel para termina-la”. Então vamos caminhar nesta rota, Deus espera que você cumpra o seu papel, cumpra a sua parte. Ele lhe chamou para isso! Fica na paz! shalom

Autor: Pr Alexandre Daltro

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

O funeral de Whitney Houston foi marcado por lembranças de sua formação cristã. Sua discipuladora afirmou que “o corpo de Cristo perdeu uma joia preciosa”

O funeral de Whitney Houston foi marcado por lembranças de sua formação cristã. Sua discipuladora afirmou que “o corpo de Cristo perdeu uma joia preciosa”
O funeral da cantora Whitney Houston aconteceu no último sábado (18), na Igreja Batista New Hope, de Newark, e foi marcado por diversas lembranças e referências à formação cristã que a cantora teve.
A cerimônia fúnebre foi transmitida pela internet, e começou com um discurso proferido pelo prefeito da cidade, Cory Booker, que disse: “Estamos aqui para celebrar a sua vida. Deus está no céu e com ele está o nosso anjo. Nós te amamos Whitney Houston”.
Diversas celebridades estiveram presentes na cerimônia, entre eles Donnie McClurkin, Bebe Winans, KimBurrell, Alicia Keys, Stevie Wonder, Dionne Warwick, R. Kell e Kevin Costner, que fez um discurso comovente, no qual lembrou que, assim como Whitney, também foi criado em uma igreja batista, e que ambos tiveram de lutar contra os mesmos obstáculos para fazer sucesso.
“Whitney voltou para casa hoje, para o lugar onde tudo começou. Peço que sequemos nossas lágrimas, não fiquemos tristes, ao invés disso lembremos o doce milagre que era Whitney. Não podemos esquecer que Bobbi Kristina [filha] e Cissy [mãe] ainda estão entre nós. Whitney e eu tínhamos muito em comum”, disse Costner em seu discurso. Ele ainda afirmou que a igreja era a maior ligação entre eles, e encerrou dizendo: “Você não era apenas bonita, você era tão bonita quanto uma mulher pode ser. Eu fui seu guarda-costas de mentirinha não muito tempo atrás, e agora você se foi”.
A mãe da Whitney, a cantora gospel Cissy Houston, fez uma revelação: “Nunca te contei que, quando você nasceu, o Espírito Santo me disse que você não ficaria comigo por muito tempo. Agradeço a Deus pela linda flor que ele me permitiu criar e amar por 48 anos. Descanse em paz, minha filhinha!”.
O pastor Joe Carter fez uma breve meditação e afirmou “Viemos aqui para celebrar e é isso que vamos fazer na nossa igreja. As pessoas amorosas que você vê, esta família, que ama o Senhor, é a sua fé que nos mantém juntos.”
De acordo com o Christian Post, apesar das críticas de que ela era viciada em álcool e drogas, nos últimos dias várias pessoas deram testemunho de que a cantora estava em paz com Deus. Segundo o Huffington Post, pessoas próximas à cantora afirmam que ela nunca se esqueceu de sua formação cristã.
A cantora gospel Shirley Caesar, que discipulou Houston na adolescência e recentemente voltou a ajudá-la, afirmou que Whitney buscou muito a Deus em sua vida. Caesar afirmou: “O corpo de Cristo perde uma joia preciosa, no meu entendimento”. A mentora espiritual disse ainda que “ela tinha uma unção inegável em sua voz” e que ainda era a “mesma menina que sabia que Jesus a amava”.
Sobre as lutas da cantora com o álcool e as drogas Shirley Caesar disse que “ela estava procurando por alguém que tivesse o poder de Deus em sua vida para ajudá-la”. Ela contou ainda que há alguns meses a cantora visitou uma igreja pentecostal, onde afirma que o poder de Deus caiu sobre a Houston, que “ficou falando em línguas por cerca de 30 minutos deitada, só louvando ao Senhor”.
Relatos de pessoas próximas à cantora afirmam que em seus últimos dias Houston sentia que ia morrer. “Ela sentiu que sua hora estava chegando e realmente queria ver Jesus”, explicam. Dois dias antes de sua morte, Houston chegou a cantar “Jesus Loves Me” em uma festa em Los Angeles.
Em uma de suas últimas entrevistas, Houston falou como sua fé a estava ajudando a lidar com seu vício em drogas: “Eu sabia que Deus sempre está lá, esperando. Eu sabia que a luz continua lá. Eu estou apenas tentando voltar para ele”, disse, em uma conversa com a apresentadora Oprah Winfrey.
Fonte: Gospel+

Pastor iraniano Yousef Nadarkhani pode ser enforcado a qualquer momento

Pastor iraniano Yousef Nadarkhani pode ser enforcado a qualquer momento
A qualquer momento o pastor iraniano Yousef Nadarkhani pode ser enforcado. Fontes que acompanham o caso informaram que o pastor foi sentenciado à pena de morte e que a execução pode acontecer a qualquer instante. De acordo com o Centro Americano para a Lei e a Justiça (ACLJ), não há como saber se o pastor continua vivo, mas a probabilidade de que a ordem de enforcamento de Nadarkhani já tenha sido firmada é alta.
Outros veículos de comunicações internacionais também noticiaram sobre o caso. Em matéria publicada ontem, o site estadunidense Fox News citou: “o tribunal no Irã emitiu seu veredito final, ordenando um pastor cristão para ser condenado à morte”. Vários membros do congresso americano e também istituições cristãs têm se unido na luta para salvar a vida de Yousef Nadarkhani, mas a situação parece ter chegado ao seu ponto mais crítico desde sua prisão.
O mundo tem acompanhado o dramático caso do pastor iranaiano, ele foi preso em outubro de 2009, após ter sido acusado de apostasia por ter se desligado do islã e se convertido ao cristianismo. Desde então, Yousef Nadarkhani vem enfrentando uma batalha judicial e lutando contra o risco de sua própria execução, já que, a pena máxima, segundo as leis islâmicas é a pena de morte.
Fatos como este têm preocupado a igreja brasileira, pois o Brasil é o segundo país que mais envia missionários em todo o mundo. Algumas nações têm pouca abertura ao cristianismo, como é o caso do Irã e outros países de religião islâmica. Isso tem gerado reincidentes casos de violência contra os missionários, muitos deles chegam a correr risco de morte por serem cristãos e por anunciarem o evangelho.
Fonte: Gospel+

Por unanimidade, pastor luterano é escolhido para ser o novo presidente da Alemanha

Por unanimidade, pastor luterano é escolhido para ser o novo presidente da Alemanha
Através de uma escolha unânime entre a base governista e a oposição, o pastor luterano Joachim Gauck, conhecido ativista dos direitos humanos, foi escolhido presidente da Alemanha. O anúncio foi feito pela chanceler Angela Merkel.
O ex-presidente alemão, Christian Wulff, renunciou devido às acusações de corrupção, que surgiram após ser descoberto que ele havia tentado impedir que um jornal publicasse uma matéria considerada constrangedora sobre um empréstimo imobiliário feito por ele. Apesar de não ter feito nada ilegal, a divulgação do recado telefônico que o ex-presidente deixou para o editor do jornal abalou a confiança da população e, por isso, ele optou por renunciar.
A chanceler Angela Merkel afirmou que o pastor Joachim Gauck é um “professor de democracia”. Já Gauck afirmou se sentir “entusiasmado e um pouco perplexo” com  o fato de ter sido escolhido para presidir o país.
O pastor é muito popular no país, mas se recusou a receber elogios antecipadamente, pois, segundo ele, será necessário corresponder à confiança depositada nele. Segundo o The Christian Post, os partidos cristãos CDU e CSU, além dos partidos FDP, Social Democrata e Verde, já planejavam o indicar para o cargo aproveitando a aceitação do público a seu nome, ofereceram apoio ao novo presidente.
O pastor Joachim Gauck nasceu na antiga Alemanha oriental, e é formado em Teologia. Segundo a TV alemã Deutsche Welle, Gauck tornou-se conhecido por seu ativismo pelos direitos civis na antiga Alemanha Comunista.
Fonte: Gospel+

Valdemiro Santiago quebra o silêncio, responde acusações contra a Mundial e afirma que dízimos da Universal são usados para pagar salários de funcionários da Record

Valdemiro Santiago quebra o silêncio, responde acusações contra a Mundial e afirma que dízimos da Universal são usados para pagar salários de funcionários da Record
O apóstolo Valdemiro Santiago afirmou, em resposta à entrevista com o demônio feita pelo bispo Edir Macedo, que somente Deus pode operar milagres e frisou que “o homem não pode pregar a palavra de acordo com interesse disto ou aquilo, mas sim como ela realmente é”. A afirmação ocorreu em um dos programas da Igreja Mundial do Poder de Deus na RedeTV!, segundo informações do The Christian Post.
O rompimento do silêncio sobre os ataques sofridos pela Igreja Mundial veio junto com um questionamento por parte do apóstolo: “Você acredita na Bíblia, em Deus ou no demônio?”, perguntou, antes de afirmar que ninguém pode operar milagres sem permissão de Deus. “Preste atenção, não existe uma religião no mundo, não tem um pastor, nem apóstolo, nem bispo, nem padre (…) ninguém no mundo está credenciado a fazer isso se Deus fizer e não o credenciar”, disse o líder da Mundial.
Usando os relatos de curas e milagres dos fiéis da denominação como exemplo, Santiago perguntou se o diabo seria capaz de promover tantas manifestações: “O diabo faz isso, o homem faz isso? Não, só Deus faz”, afirma Valdemiro.
A guerra por membros entre Mundial e Universal tem ganhado destaque na mídia. Recentemente a revista Veja atribuiu as manifestações demoníacas em cultos da IURD a uma estratégia da direção da igreja para frear o êxodo de membros que tem migrado para a igreja de Valdemiro.
O líder da Mundial criticou também o dinheiro proveniente de dízimos e ofertas dos fiéis que a Igreja Universal repassa à TV Record para pagar salários de seus apresentadores e diretores, e afirmou que apesar dos fortes investimentos para que a emissora do bispo Edir Macedo ocupe a liderança de audiência, a Globo “nunca perderá a liderança”.
Atualmente, a Igreja Mundial do Poder de Deus é a denominação com maior tempo de programação em emissoras de TV aberta do país, e uma das que mais crescem em número de fiéis.
Fonte: Gospel+

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

QUE ABSURDO - Padre chama evangélicos de ‘otários’ por não crerem nos santos católicos

A adoração a imagens é uma das maiores diferenças entre cristãos católicos e protestantes e por causa disso, durante uma missa, o padre Paulo Ricardo de Azevedo Júnior, da Arquidiocese de Cuiabá (MT), disse que os evangélicos são “otários”.
“O princípio protestante é um princípio orgulhoso e soberbo, o princípio protestante é ‘eu não preciso de ninguém eu vou pra Deus direto’”, ensina o religioso que diz que sua religião é humilde e que Deus quer que usemos os outros pecadores.
“E se Deus quer que você use os outros, as criaturas humanas frágeis, o que você faz otário?”, diz ele que confessa que beija a mão de outro padre mesmo sabendo que ele é pecador, porque aquelas mãos são instrumentos de santificação.
O padre afirmou que os protestantes repetem, babam e bufam que Jesus é o único mediador. “Jesus é o único mediador, meu filho. Mas você já ouviu falar no Corpo de Cristo? O único mediador é o Corpo de Cristo, não é só a cabeça”, disse.
Em seu sermão ele tentava convencer de que o catolicismo está correto ao pedir para que os santos façam a intermediação de suas súplicas, que é o mesmo que pedir para o próprio Jesus. Ele diz também que os evangélicos falam que amam a Jesus, mas perseguem os católicos, falam mal da Virgem Maria e do Papa.
“Como é possível amar Jesus desse jeito? Vocês só amam o pedaço que vocês escolhem? Cadê o cristianismo bíblico que vocês pregam?”, diz o sacerdote que afirma que Maria age na salvação do mundo, porque Cristo está vivo e está vivo através da Igreja, o Corpo de Cristo que foi gerado por Maria.
Fonte: Gospel Prime
Assista ao vídeo:





A chamada “Primavera Árabe” está levando terror aos cristãos que vivem em países muçulmanos

A chamada “Primavera Árabe” está levando terror aos cristãos que vivem em países muçulmanos
A “Primavera Árabe” é um movimento político e religioso que está substituindo governos muçulmanos moderados, e até mesmo radicais, por islâmicos ultrarradicais, ligados ao terrorismo. Esses grupos ultrarradicais estão ganhando espaço no Oriente Médio, e agora estão levando perigo também aos cristãos de Israel.
O parlamentar libanês Samy Gemayel disse ao WND que teme “pelos cristãos do Oriente Médio, pois a situação para eles é ruim”. Gemayel, que descende de uma histórica família cristã libanesa, também está vivendo em constante terror por causa de ameaças a sua segurança.
Gemayel é membro sênior do partido falange, e contou à reportagem que recebeu na última semana informações sobre um plano para assassiná-lo: “Acabei de receber as informações do chefe de segurança, e ele me pediu para não ir a um lugar específico, pois ele tinha informações de que algo iria acontecer lá”, afirmou, sem dar informações específicas sobre a ameaça de atentado.
Outros membros da família Gemayel chegaram a ser assassinados, entre eles seu irmão, Pierre, que era deputado e ministro do governo e foi assassinado em 21 de novembro de 2006, e seu tio, o ex-presidente Bashir Gemayel, também foi assassinado.
Historicamente os cristãos têm sido, há décadas, minoria nos países do Oriente Médio, onde sofrem com perseguições e maus tratos. Porém, no ano passado, essas tensões aumentaram devido à Primavera Árabe, que fez aumentar os ataques a cristãos nesses países. No Egito, na Líbia e na Tunísia os islâmicos radicais já tomaram o poder, enquanto a Jordânia, Marrocos, Síria, Iêmen e outros países lidam com possibilidades similares, com o grupo aliado à Irmandade Islâmica.
Ayaan Hirsi Ali, em um artigo da Newsweek intitulado The Global War on Christians in the Muslim World (A Guerra Mundial contra os Cristãos no Mundo Árabe), alertou que “os cristãos estão sendo assassinados no mundo árabe devido à sua religião”. Ele afirmou que “isso é a ascensão de um genocídio que precisa gerar um alerta mundial”.
Ele completou afirmando que nos últimos anos “a violenta repressão de minorias cristãs se tornou a norma nos países de maioria muçulmana, que vão do leste da África e Oriente Médio ao sul da Ásia e Oceania”.
Fonte: Gospel+

Crise econômica faz igrejas neopentecostais crescerem de maneira histórica na França

Crise econômica faz igrejas neopentecostais crescerem de maneira histórica na França
Já bem conhecido entre os brasileiros, os cultos de igrejas neopentecostais estão se tornando cada dia mais comuns na França. Impulsionadas pela crise econômica, a cada dez dias uma nova igreja evangélica abre as portas no país europeu. A informação é do CNEF (Conselho Nacional dos Evangélicos da França).
Essa é a corrente religiosa que mais se expande no país e a com o maior número de praticantes. O sociólogo das religiões, Sébastien Fath, falou em sua obra “Do gueto à rede – O protestantismo evangélico na França e do recém-lançado Nova França Protestante – Desenvolvimento e crescimento no século XXI” sobre as razões para esse notável crescimento da corrente religiosa. Fath, que é especializado no protestantismo, disse que “a primeira razão é simplesmente a necessidade de esperança”.
Enfatizando o apelo do caráter otimista do discurso evangélico em um país onde o pessimismo é grande, o sociólogo avalia que “o contexto de crise, que atinge a sociedade francesa, tem por consequência um certo número de patologias sociais, como a solidão. O Estado não pode fazer tudo, as prestações sociais e capacidades de intervenção são em geral fragilizadas, pois há menos dinheiro público. A igreja evangélica responde às necessidades que o Estado não se encarrega mais”.
Mesmo defendendo que a o movimento religioso atrai fiéis também nas classes mais favorecidas, o sociólogo admite que a religião vem atraindo proporcionalmente mais jovens e imigrantes, principalmente chineses, coreanos e originários das antigas colônias francesas na África.
Frédéric Rognon, professor de filosofia das religiões na Faculdade de Teologia Protestante de Estrasburgo, também falou sobre o tema: “Essas igrejas se apresentam de uma maneira adaptada às formas de comunicação contemporânea, enquanto as tradicionais utilizam ainda modelos históricos e ultrapassados”. As evangélicas recrutam.”_ afirmou o professor, explicando que metade dos evangélicos franceses tinha outra religião antes de se converterem.
O movimento missionário que está levando essas igrejas ao país europeu, antes conhecido por sua laicidade, é composto de um grande número de pastores brasileiros, que, em palavras Luiza Duarte, do Opera Mundi, estão “cruzando o oceano para conquistar essa nova terra”.
Ao todo, são 2308 igrejas em território francês, que abrigam o ainda discreto número de 600 mil evangélicos. Desde 1950 eles são nove vezes mais numerosos, em um país onde apenas 5% da população se declara praticante de alguma religião.
Fonte: Gospel+

Padres homossexuais teriam encomendado o próprio assassinato na Colômbia

Padres homossexuais teriam encomendado o próprio assassinato na Colômbia
O assassinato dos padres colombianos, Rafael Reátiga Rojas, 36 anos, e Richard Píffano, 37 anos, chocou a comunidade católica em 2011. Inicialmente se acreditava que os padres tinham sido assassinados a tiros quando estavam dentro um carro, o que para a polícia seria apenas mais um caso de latrocínio, roubo seguido de morte. Mas agora a suspeita é de que eles teriam encomendado o crime.
Os sacerdotes eram responsáveis pelas igrejas de Jesus Cristo Nossa Paz e a de São João da Cruz, em Bogotá. E após investigações sobre a vida dos padres, a polícia obteve evidências que levam a acreditar que os padres teriam encomendado a própria morte.
Entre as evidências observadas pela polícia se destacaram os fatos de que os religiosos resolveram todas as pendências antes de serem assassinados, fato que intrigou até os familiares mais próximos. Eles não quiseram também assumir nenhum compromisso com data posterior a 26/01/11, data dos assassinatos. E dias antes de morrerem, os padres solicitaram aos fiéis que rezassem por eles.
Além disso, antes da morte, uma das vítimas transferiu todos os bens ao nome da mãe. E uma semana antes do acontecimento, os dois fizeram uma viagem de despedida ao paradisíaco Cânion de Chicamocha, em Bucaramanga, 400 km ao norte de Bogotá.
Diante disso a polícia resolveu analisar as contas dos celulares roubados dos sacerdotes e, grampeando as ligações, chegaram a dois criminosos. Quando os interrogaram sobre o caso, um deles confessou que recebeu dos padres o valor de 7.000 dólares (R$ 12.000) para matá-los numa simulação de latrocínio.
Investigando o motivo que levou os padres a encomendar o crime, a polícia descobriu que eles costumavam frequentar boates gays disfarçados, e que um deles, Rafael Reátiga, estava com um quadro bem evoluído de AIDS. De acordo com o portal de notícias El Tiempo, acredita-se que o crime tenha sido encomendado para que o relacionamento amoroso entre os dois não fosse revelado.
Fonte: Gospel+

Pastor Marco Feliciano critica o Carnaval: “Um verdadeiro bacanal a céu aberto”

Pastor Marco Feliciano critica o Carnaval: “Um verdadeiro bacanal a céu aberto”
O pastor Marco Feliciano criticou, através do Twitter, o Carnaval, os adeptos e o governo, que investe verba pública na realização da maioria dos desfiles em todo o país.
Numa crítica direta à cultura do Carnaval, o pastor afirmou que a festa é um bacanal: “O carnaval, travestido de beleza e cultura, traduz a essência de um povo que tem sede por promiscuidade. Um verdadeiro bacanal a céu aberto”. Em resposta um usuário afirmou que “muitos nas igrejas tem sede por fama e status”.
Sem interagir com os internautas que o respondiam, o pastor afirmou que o resultado são gravidezes indesejadas e famílias desestruturadas. “No fim desta ‘festa’ o resultado de sempre: milhares de gravidez indesejadas que levarão meninas as clínicas de aborto; jovens dopados; Casamentos destruídos; doenças sexualmente transmissíveis proliferam nestes dias de carnaval e tudo isso com apoio dos cofres públicos”, enumerou o pastor deputado.
Outro usuário que acompanhava as publicações de Marco Feliciano questionou o pastor e a psicóloga cristã Marisa Lobo, que participava das interações, sobre essa postura de forma áspera: “Vocês, marginais da fé, pregam contra a camisinha e depois reclamam da gravidez indesejada?”.
O pastor seguiu com suas críticas ao Carnaval e incluiu o turismo sexual como tema de sua preocupação: “Ainda temos o vexame do turismo sexual. O moral da nação brasileira em dias de carnaval simplesmente inexiste”, afirmou. Um internauta que concordava com as opiniões do pastor publicou mensagem afirmando que tudo isso acontece com “todo o apoio dos meios de comunicações”.
Fonte: Gospel+

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Vídeo: Jornalista corajosa critica o carnaval e ganha repercussão na web

O vídeo da jornalista paraibana Rachel Sheherazade, agora como âncora do SBT Brasil, está ganhando cada vez mais repercussão nas redes sociais, onde aparece expondo a realidade do carnaval sem muitas fantasias.
Sheherazade, de forma muito corajosa, expõe suas observações sobre o que habita por trás dessa festa cultural, trazendo o assunto à reflexão.
Assista ao vídeo e deixe sua opinião no espaço abaixo, reservado para comentários: